loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Presidente do Marítimo garante continuidade de José Gomes na próxima época

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, afirmou que José Gomes vai continuar como treinador do clube na próxima temporada e que a meta desta I Liga de futebol passa por chegar aos 43 pontos.
Presidente do Marítimo garante continuidade de José Gomes na próxima época

Após ter começado a época no Reading, do segundo escalão do futebol inglês, José Gomes chegou à equipa madeirense em novembro de 2019, para colmatar a saída de Nuno Manta Santos, e regista 20 jogos no campeonato, fruto de sete vitórias, cinco empates e oito derrotas, além de um empate para a Taça da Liga.

“Tem mais um ano de contrato e vai manter-se. O futebol tem surpresas, mas não me parece que isso vá acontecer e, por aquilo que foi o compromisso assumido na sua vinda, penso que é para cumprir. Da minha parte, é para cumprir e penso que, da parte da equipa técnica, também será essa a vontade”, assegurou Carlos Pereira, em entrevista à RTP-Madeira.

Os ‘verde rubros’, que vivem a melhor fase da temporada, fruto de três vitórias consecutivas, garantiram a manutenção nesta semana, na jornada 31, após triunfo no terreno do Boavista, por 1-0, e com a derrota do Portimonense diante do Rio Ave (2-1), procurando, agora, conseguir ganhar, pelo menos, dois dos três jogos que resta na prova.

“Bastou o clique de uma vitória para o Marítimo voltar ao seu nível e o desafio feito ao plantel e à equipa plantel é que o Marítimo é merecedor de concluir este campeonato com, no mínimo, 43 pontos. Vamos trabalhar para que isso seja possível, que a ponta final é sempre a que fica na imagem das pessoas”, revelou o dirigente, sendo que os insulares recebem ainda Rio Ave e Famalicão, além de visitarem o Vitória de Guimarães.

Mesmo assim, Carlos Pereira reconheceu que a luta pela permanência não é, propriamente, o objetivo a que o Marítimo se habituou e notou alguma desilusão ao fazer um balanço da época, sem esquecer a 2018/19, em que ficou no 11.º lugar, com 39 pontos.

“É verdade que não tivemos nestas duas últimas épocas da melhor forma, ao mais alto nível, ao que o Marítimo nos habituou, mas não podemos ter o melhor dos dois mundos, o património e a equipa. No entanto, considero que o Marítimo tinha, individualmente, plantel para fazer melhor mas, pelo futebol ser fértil em surpresas, não aconteceu”, comentou.

Os insulares estão na 12.ª posição, com 37 pontos, e recebem o Rio Ave, segunda-feira, pelas 19:00, na partida de abertura da 32.ª jornada da I Liga de futebol.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página