loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Inglaterra: Chelsea bate Manchester United 3-1 e está na final da Taça com o Arsenal

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Chelsea juntou-se hoje ao Arsenal como finalista da Taça de Inglaterra em futebol, após vencer o Manchester United de Bruno Fernandes, por 3-1, com o luso a marcar o golo de consolação os ‘red devils’.
Inglaterra: Chelsea bate Manchester United 3-1 e está na final da Taça com o Arsenal

Foi no 11.º minuto de compensação da primeira parte (45+11) que o defesa espanhol Azpilicueta cruzou na direita para a área, onde surgiu o francês Giroud, mais expedito do que a defesa, a antecipar-se e desviar para o 1-0.

No primeiro minuto após o reatamento, o jovem Mason Mount encontrou novas facilidades no ‘macio’ último reduto contrário e correu para a baliza, rematando de fora da área e contando com as mãos de ‘papel’ de David de Gea, que deixou a bola entrar.

Foi aos 74 que o alemão Antonio Rüdiger, entre dois defesas, fez o desvio para o 3-0, que sentenciou a meia-final, de pouco valendo o golo, de penálti, de Bruno Fernandes, aos 85 minutos.

No sábado, o Arsenal surpreendeu ao impor-se ao Manchester City por 2-0, com um ‘bis’ do gabonês Aubameyang: o treinador Mikel Arteta afastou o ‘mestre’ Pep Guardiola, de quem foi adjunto.

Os ‘gunners’ adiantaram-se aos 19 minutos com Aubameyang, ao segundo poste, a concluir um centro de Nicolas Pepe e sentenciaram a eliminatória aos 71, com o gabonês, mais rápido do que a defesa contrária, a colocar a bola entre as pernas de Ederson.

Somente 10.º classificado do campeonato, o Arsenal tem pela via da Taça de Inglaterra a possibilidade de disputar a Liga Europa, caso conquiste o troféu britânico.

Se for o Chelsea, então a luta será entre o Tottenham, de José Mourinho, e o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, que tem dois pontos a menos na corrida ao sexto lugar, porém tem um jogo em atraso.

O Manchester City era campeão e detentor da Taça, tendo perdido a primeira prova, por larga margem, para o Liverpool e caiu agora nas ‘meias’ da segunda prova mais importante do país.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página