loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Programas desportivos da SIC foram os que mais audiências conquistaram em julho

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Os programas de comentário desportivo da SIC foram os que mais audiências conquistaram em julho, de acordo com uma análise da Universal McCann, agência de meios do grupo IPG Mediabrands, para a Lusa.
Programas desportivos da SIC foram os que mais audiências conquistaram em julho

Na segunda-feira, a SIC Notícias anunciou que iria descontinuar os programas de desporto que assentam em comentadores que representam clubes "Play Off" e "Dia Seguinte", devido à "toxicidade" que se foi criando à volta deste género.

"Em julho de 2020, a maioria dos programas de comentário desportivo registou um aumento de audiências, alimentados por temas como a fase final do campeonato português, mudanças de treinadores, transferências de jogadores e casos judiciais de clubes", refere a análise.

Estes dados referem-se até 28 de julho e comparam com junho, altura em que o campeonato de futebol foi retomado.

A Universal McCann analisou os programas de comentário desportivo mais vistos na CMTV, TVI24, SIC Notícias e RTP3.

"Os programas de comentário desportivo da SIC foram os que mais audiências conquistaram neste último mês, sendo o 'Dia Seguinte' o programa que mais telespetadores conquistou (incremento de 41% na audiência média, superando a média acumulada de 2020 até ao momento)", adianta, seguindo-se o "Play Off", com um aumento de 36%.

A Universal McCann destaca ainda, em julho, o programa da RTP3 "Trio D'Ataque", que "também viu as suas audiências subirem mais 25%".

Já no sentido inverso, esteve o programa "'Prolongamento', da TVI 24, que caiu 24% face a junho", refere a análise das audiências.

Em 2019, o programa da CMTV "Golos" foi o mais visto do ano nesta tipologia, contando com uma audiência média de 166 mil telespetadores ao longo das suas 147 emissões (sem contar com repetições)", adianta a Universal McCann.

Relativamente a 2018, o programa registou um aumento de 29% na sua audiência média, sendo que o "mais visto do ano foi emitido em 18 de maio, altura em que, em média, mais de 349 mil telespetadores assistiram" ao "Golos".

Em 2019, "Pé em Riste" e "Liga D’Ouro", dois outros programas da CMTV, "completaram o 'top' dos mais vistos, aumentando também em 25% e 13%, respetivamente, a sua audiência média face ao ano anterior", aponta a agência de meios do grupo IPG Mediabrands.

Na quinta posição, em 2019, esteve o "Prolongamento", que conseguiu "manter, em média, cerca de 87 mil telespetadores colados à televisão ('share' de 2,4%)". Face ao ano anterior, registou uma quebra de 18% da audiência média.

Na SIC Notícias, o "Play Off" foi o programa mais visto do canal nesta tipologia: "O programa moderado por Paulo Garcia terminou o ano com uma audiência média de 78 mil telespetadores, a que correspondeu um 'share' de 2,1%". Relativamente a 2018, a quebra de audiência média foi de 8%.

Já o "Dia Seguinte" registou uma queda de 22% em audiência média no ano passado (registou, em média, cerca de 64 mil telespetadores a assistir o programa).

Na RTP3, o "Trio D’Ataque" e "Grande Área" foram os programas em análise "menos vistos, perdendo respetivamente 32% e 19% de audiência média face ao mesmo período do ano anterior".

Numa análise geral aos quatro canais - CMTV, RTP3, SIC Notícias e TVI24 -, destaque para o canal do grupo Cofina, "líder de audiências" em televisão paga.

"Em 2019, o canal registou uma audiência média de 80 mil telespectadores a que correspondeu um share de 4,1%. Entre os canais analisados, foi o único a registar um incremento de audiências face a 2018 (+16%)", refere a Universal McCann.

"O crescimento de audiências da estação de televisão da Cofina está alinhado com o crescimento das audiências dos programas de comentário desportivo do canal", acrescenta.

No entanto, este ano o paradigma de canais mudou este ano com a pandemia de covid-19.

"Todos os canais em análise registaram um incremento substancial de telespetadores face ao mesmo período de 2019 (01 janeiro a 28 de julho)", sendo que a "SIC Notícias foi o que mais cresceu e CMTV ultrapassou o patamar dos 100 mil telespetadores médios".

No que respeita apenas a julho, "assistiu-se a uma quebra generalizada de audiências nestes quatro canais".

A TVI24 (-9,5% da audiência média) e a CMTV (-8,9%) "foram os canais que mais telespetadores perderam face a junho deste ano", seguindo-se da SIC Notícias (-3,1%) e da RTP3 (-2,8%).

"Após um crescimento de audiências alavancado pela chegada da covid-19, os quatro canais analisados têm vindo a registar decréscimos de audiências, à medida que as medidas de desconfinamento vão avançando", conclui a Universal McCann, na sua análise.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página