loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Programas de comentário apresentavam «indicadores de agressividade» – psicóloga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A psicóloga Ana Bispo Ramires disse hoje à Lusa que os programas de comentário desportivo, que a SIC anunciou ir descontinuar, apresentavam "indicadores de alguma agressividade verbal e não verbal".
Programas de comentário apresentavam «indicadores de agressividade» – psicóloga

"Aquilo que observamos [nesses programas], muitas vezes, tem que ver com uma grande exaltação verbal, comportamental, que são indicadores de alguma agressividade verbal e não verbal, e que eram tidos como aceitáveis dentro deste tipo de programas", explicou a especialista em psicologia do desporto.

Segundo a psicóloga, estes programas serviam como outras figuras públicas ou jornais que "alimentam essa discussão", que dão "palco a este tipo de comportamentos, que se caracterizam por níveis de agressividade mais elevados", o que acontece é que estes estão a ser "legitimados".

"O desporto em si defende o fair-play, que é exigido aos atletas. É muito importante que todas as estruturas, nomeadamente todos os agentes que com ele se relacionam possam assumir este fair-play. Eu diria que este era um tipo de formato televisivo que já há algum tempo pedia que fosse reformulado e revisto", acrescentou.

Estes comportamentos perdem assim o palco que lhes permite chegar aos adeptos, ainda que isso não queira dizer "que não continuem a existir noutros palcos, outro tipo de contextos de debate", mas é assim passada a mensagem "de que não se está a ser conivente, que é bastante importante".

"Uma vez mais, o desporto está a dar uma mensagem para a sociedade geral, para a sociedade que o assiste. Está a dar um exemplo do que podemos fazer e temos coragem de fazer. Porque este tipo de comportamento vemo-lo em outros contextos. É sempre de louvar que surjam iniciativas destas que possam inspirar outros contextos e situações a seguir o exemplo", afirmou Ana Bispo Ramires.

Se este tipo de debates e confrontos existiam na televisão "porque a sociedade assim o permite e valida", a eliminação desses conteúdos é um sinal, indicou, ainda que a redução deste tipo de "discussões acesas" tenha de "começar em casa, dando apoio a famílias, escolas e até outros contextos, como empresas".

O objetivo, afiançou a psicóloga, seria o de "eliminar este tipo de comportamento". "Só nos traz problemas enquanto comunidade", atirou.

Na segunda-feira, o diretor de informação da Impresa, Ricardo Costa, disse à Lusa que foi decidido descontinuar os programas de desporto "Play Off", de 2014, e "Dia Seguinte", de 2003, a partir da próxima semana, data que a TVI24 vai, segundo a imprensa, terminar também os conteúdos similares na sua grelha.

"Esse ambiente de toxicidade que se foi criando à volta deste tipo de programas, e para o qual contribui muito os próprios clubes e as suas máquinas de comunicação, coloca-nos perante uma situação de que chegou a altura de terminar este tipo de programas na SIC Notícias", explicou o diretor de informação da Impresa.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página