loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Liga das Nações: Espanha 'despacha' Ucrânia com Ansu Fati em plano de destaque

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A seleção espanhola de futebol ‘despachou' a Ucrânia por 4-0, com três golos na primeira meia hora, na segunda jornada do Grupo 4 da Liga A da Liga das Nações, com destaque para o jovem guineense Ansu Fati.
Liga das Nações: Espanha 'despacha' Ucrânia com Ansu Fati em plano de destaque

Com apenas 17 anos, o novo prodígio do FC Barcelona teve ação preponderante para demolir um adversário forte como a Ucrânia, que na fase de qualificação para o Mundial de 2018 se apurou em primeiro lugar, à frente da seleção portuguesa.

Logo aos três minutos, Fati foi travado em falta na área, após driblar um adversário, e deixou praticamente a Espanha em vantagem no marcador, visto que o veterano central Sérgio Ramos, do Real Madrid, abriu o marcador na execução do penálti.

Um golo que fez mossa na equipa ucraniana e empolgou a Espanha para uma primeira meia hora de luxo, com Sérgio Ramos a ‘bisar’ aos 29 minutos, para igualar os 23 golos de Di Stéfano e confirmar a sua veia goleadora nas áreas opositoras, com um cabeceamento a fazer um ‘chapéu' ao experiente Andrij Pyatov, na sequência de um cruzamento de David Olmo, após um canto.

Mais três minutos, e o jogador natural de Bissau faria o melhor golo da partida, com um remate cruzado à entrada da área, após um drible a tirar um adversário da frente, que fez a bola ainda embater no poste mais distante antes de entrar. Foi o mais jovem de sempre a marcar pela ‘roja’, com 17 anos e 311 dias.

A Espanha, cujo processo de renovação Luis Enrique iniciou - hoje foram titulares Dani Olmo (22 anos), Fati (17), Pau Torres (23), Sérgio Reguillon (23) e Mikel Merino (24) -, arrumou a questão em pouco mais de meia hora e seria ainda outro jovem, Ferrán Torres, lançado em campo aos 74 minutos, a fechar a contagem com o quarto golo, aos 84.

O principal rival da Espanha, no Grupo 4 da Liga A das Nações, a Alemanha ‘tropeçou' na Suíça ao empatar a um golo, apesar de se ter colocado na frente do marcador logo aos 14 minutos, pelo médio Ilkay Gundogan, com um remate de fora da área a passe atrasado e rasteiro do central Matthias Ginter.

Esta Alemanha, ainda desfalcada de alguns internacionais do atual campeão europeu Bayern Munique, como o guarda-redes Neuer, Kimmich, Goretzka ou Gnabry, está longe da sua melhor forma e entrosamento e acabou por não segurar a vantagem perante uma Suíça, com o benfiquista Haris Seferovic a comandar o ataque, que acreditou e ameaçou o empate.

Os helvéticos acabaram por alcançar a igualdade aos 58 minutos, por Silvan Widmer, após cruzamento de Embolo, num lance em que a defesa germânica foi apanhada em contra pé.

Com os resultados de hoje do Grupo 4, a Espanha assume a liderança isolada, com quatro pontos, seguida da Ucrânia, com três, da Alemanha, com dois, e da Suíça, com um.

Na Liga B das Nações, destaque para a vitória da Rússia, a segunda no espaço de dias, na Hungria, por 3-2, sendo que a equipa russa chegou ao intervalo a vencer por 2-0, com golos de Anton Miranchuk, Magomed Ozdoev, aos 15 e 34 minutos, e iniciou a segunda parte com o terceiro, por Mário Fernandes, aos 46.

A reação da Hungria na segunda parte ainda pregou um susto a uma Rússia excessivamente confiante e relaxada, com dois golos, aos 62 e 70 minutos, por Roland Sallai e Nemanja Nicolics, mas não chegou para impedir os russos de levarem os três pontos.

A jornada correu mesmo de feição para a seleção russa, visto que no outro jogo do grupo, Sérvia e Turquia não foram além de um ‘nulo’, que deixa a Rússia na liderança isolada.

Ainda na Liga B das Nações, o País de Gales, depois da vitória na Finlândia há três dias, voltou a vencer, desta vez em casa frente à Bulgária, mas foi um triunfo ‘arrancado a ferros', aos 90+4 minutos, pelo jovem lateral direito Neco Williams, de 19 anos, o qual, lançado em campo aos 65, fez o único golo da partida, com um cabeçada magnífica após cruzamento de Jonathan Williams.

No outro jogo do grupo, a Finlândia redimiu-se da derrota frente aos galeses e foi buscar três pontos em casa de um adversário habitualmente ‘duro de roer', como a República da Irlanda, graças a um golo de Fredrik Jensen, médio dos alemães do Augsburgo, aos 64 minutos.

Entretanto, no Grupo 3 da Liga C, a Eslovénia recebeu e venceu a Moldávia por 1-0, com o único golo a ser marcado pelo médio Damjan Bohar, aos 28 minutos, enquanto a Grécia foi ao Kosovo ‘arrancar' uma vitória por 2-1, com golos de Dimitrios Limnios e Dimitrios Siovas.

Finalmente, no Grupo 1 da Liga D das Nações, as Ilhas Faroé somaram o segundo triunfo consecutivo e venceram em Andorra por 1-0, com um golo de Klarmint Olsen , aos 31 minutos, enquanto Malta recebeu e empatou a um golo com a Letónia.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página