loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Benfica goleia Famalicão no arranque do campeonato, com brilho de Waldschmidt

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Benfica goleou hoje o Famalicão, por 5-1, no jogo que marcou o arranque da I Liga portuguesa de futebol, tendo o reforço Waldschmidt se destacado com dois golos.
Crónica: Benfica goleia Famalicão no arranque do campeonato, com brilho de Waldschmidt

Uma formação 'encarnada' completamente transfigurada no 'onze' e mentalmente reabilitada, depois da eliminação na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, frente ao PAOK, remeteu o Famalicão ao meio-campo defensivo e chegou-se à frente do marcador com naturalidade.

Waldschmidt, aos 19 e 66 minutos, Everton Cebolinha, aos 21, Grimaldo, de livre direto, aos 42, e Rafa, aos 52, anotaram os cinco golos do vice-campeão nacional, tendo Guga reduzido para a equipa famalicense.

A supremacia benfiquista já se fazia sentir ainda antes do primeiro golo, com várias ameaças à baliza do guardião famalicense. Aos sete minutos, Darwin conseguiu arranjar espaço e, de cabeça, atirou com perigo por cima da baliza. Dois minutos depois, foi a vez de Waldschmidt dar um ar da sua graça, tendo passado do lado esquerdo por todos, entrado na área e rematado à malha lateral.

Aos 19 minutos, Waldschmidt estreou-se no campeonato português com um golo. Na cara de Zlobin, o alemão atirou a bola por cima do russo ex-Benfica e fez o 1-0.

Na resposta, Guga com rapidez surpreendeu tudo e todos e valeu uma palmada de Vlachodimos para negar o golo à formação da casa.

Mas, dois minutos depois do primeiro, o Benfica aumentou a vantagem por intermédio de Cebolinha. Após um passe atrasado de André Almeida, o brasileiro rematou para o segundo dos 'encarnados'.

Ainda antes do intervalo, a equipa comandada por Jorge Jesus 'matou' praticamente a partida, com Grimaldo, de livre direto, a fazer o terceiro golo do encontro, de bonito efeito.

Para o segundo tempo, João Pedro Sousa avançou com uma dupla alteração - fazendo entrar Patrick William e Ibrahim - e, nos primeiros minutos, o Famalicão teve um novo fôlego, mas que rapidamente foi perdido com mais um golo do Benfica (aos 52 minutos, por Rafa).

Mantendo a toada, a meia dezena acabou mesmo por acontecer aos 66 minutos, com Waldschmidt a dar boas indicações a Jorge Jesus e a fazer o segundo da conta pessoal.

Ainda assim, e completamente contra a corrente do jogo, o Famalicão reduziu por intermédio de Guga, depois de uma assistência de Rúben Lameiras (67).

O resultado estava completamente feito e até ao final o Benfica limitou-se a gerir esforços não permitindo com isso à formação da casa crescer no terreno e criar algum tipo de perigo. Muito pelo contrário. As ameaças de golo continuaram a ser muitas, pecando apenas na finalização.

Já em tempo de compensação, o Famalicão esteve perto de fazer o segundo golo, com Lameiras a fazer um forte remate à entrada da área, colocando a bola no ferro, já com Vlachodimos completamente batido.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página