loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

II Liga: Mafra bate Académico de Viseu e segura liderança

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Mafra recebeu e venceu hoje o Académico de Viseu por 1-0, em jogo da segunda jornada da II Liga portuguesa, decidido num lance finalizado pelo holandês Okitokandjo e que mantém o Mafra na liderança da competição.
II Liga: Mafra bate Académico de Viseu e segura liderança

Com este resultado, o Mafra soma seis pontos e regressa à liderança da II Liga, juntamente com o Benfica B, que esta manhã venceu o Casa Pia por 6-0. Já o Académico de Viseu não tem qualquer ponto conquistado após desta derrota, que foi a sua estreia na prova depois de ter sido adiado o encontro que tinha na ronda inaugural, frente à Académica de Coimbra, devido à pandemia de covid-19.

Evidenciando mais ritmo de jogo e melhor entrosamento, o Mafra entrou melhor na partida e nos primeiros minutos empurrou o Académico de Viseu para o seu reduto defensivo.

A partida equilibrou-se depois do primeiro quarto de hora, sem que a equipa da casa conseguisse transformar em golo o maior domínio, e aos 24 minutos a primeira oportunidade de golo surgiu mesmo para os viseenses, com Luisinho a rematar cruzado junto ao poste da baliza de João Godinho.

O segundo tempo arrancou com uma oportunidade junto da baliza do Mafra. Bruninho, ex-Mafra, recuperou a bola a meio-campo, assistiu Carter e o australiano 'esbarrou' na experiência de João Godinho, que saiu da baliza e desviou com uma palmada o remate do avançado.

Falhou o Académico, marcou o Mafra. Eficaz na resposta, a equipa de Filipe Cândido chegou à vantagem ao minuto 56, com um golo do holandês Okitokandjo, que fez o segundo tento na prova. Na cabeça da área, Gui Ferreira atirou ao poste, Camará fez a recarga, que Janota defendeu, mas o guarda-redes viseense já nada pôde fazer perante a finalização do ponta de lança holandês, que atirou para a baliza deserta.

Mais confortável no papel de equipa em vantagem, o Mafra mostrou serenidade e inteligência a gerir essa condição e permitiu poucas veleidades ao Académico de Viseu.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página