loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Fernando Santos: «O resultado foi ótimo»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Declarações à RTP após a vitória da seleção portuguesa de futebol por 3-0 frente à congénere da Suécia, no grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, disputado em Lisboa.
Fernando Santos: «O resultado foi ótimo»

"O resultado foi ótimo. A exibição teve coisas muito boas e outras não tão boas. Tivemos 20 minutos muito bons, com muita dinâmica e boa organização, reação à perda, imediata recuperação posicional. A partir daí, tivemos alguma dificuldade, mas também pelo tipo de futebol sueco, com bola longa e jogadores muito agressivos na segunda bola, a colocarem sempre quatro homens na frente.

Criou-nos alguns problemas. Voltámos a pegar mais no jogo, a sair mais e em contra-ataque.

Na segunda parte, o jogo naturalmente foi mais abaixo, mas é normal, com muito cansaço, três jogos em pouco tempo e os jogadores sem grandes ritmos de jogo. A Suécia tem menos problemas no jogo com um jogo mais longo.

Controlámos o jogo, a Suécia podia ter feito um golo, mas nós tínhamos feito mais um ou dois golos. Não foi um jogo de ‘top’, mas foi um bom jogo.

[Sobre a dependência de Ronaldo] Não vamos voltar outra vez a essa pergunta. A equipa será sempre melhor com o Cristiano Ronaldo, mas esta equipa portuguesa vai continuar a jogar da mesma forma, e com capacidade de lutar pelos objetivos.

[Sobre as contas do grupo] Em termos matemáticos, está condicionado a dois. O próximo jogo poderá ou não ser decisivo, para as duas equipas. Vamos ver, o jogo com a França será decisivo.

[Sobre a covid-19] Vou gerir como pessoa, primeiro, ou seja, resguardo-me e tenho cuidado. Se todos os portugueses fizerem como eu, não vamos ter muitos problemas. Mas o vírus anda aí e não podemos fazer nada contra ele. Na seleção fizemos isso bem, continuo com dúvidas sobre um contágio dentro da seleção. Teria sido muito forte. A única exceção foi um jantar ao ar livre. Tivemos sempre essa preocupação, e nos dois primeiros casos foi um contágio de fora".

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página