loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

l Liga: Nacional e Paços de Ferreira empatam no Funchal num jogo intenso

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Nacional e Paços de Ferreira empataram hoje 1-1, em jogo da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio da Madeira, no Funchal.
l Liga: Nacional e Paços de Ferreira empatam no Funchal num jogo intenso

Ambos os golos surgiram na segunda parte, primeiro pelo colombiano Brayan Riascos, aos 57 minutos, e depois por Stephen Eustáquio aos 74 minutos.

Com este desfecho, o Nacional continua sem vencer em casa, contando com três empates e o Paços sem vencer fora, com dois empates e uma derrota.

Ao longo da primeira parte, o Paços de Ferreira esteve muito melhor na partida. Mesmo com a ausência de Pepa do banco de suplentes, por estar infetado com o novo coronavírus, a equipa, que foi orientada pelo treinador adjunto Samuel Correia, foi o conjunto mais incisivo e perigoso.

O Paços de Ferreira mostrou ter estudado muito bem a forma como o Nacional atua e pressionou alto, criando imensos problemas ao conjunto madeirense na primeira fase de construção.

Foi, aliás, num desses momentos de pressão alta que Luíz Carlos recuperou a bola a Lucas Kal e a cedeu a Douglas Tanque, que à entrada da área rematou para uma grande defesa de Daniel Guimarães, quando estavam decorridos apenas dois minutos de jogo.

Aos 18 minutos, foi Luther Sing que voltou a obrigar Daniel Guimarães a uma defesa apertada.

Até que ,aos 23 minutos, o árbitro apitou para a marca de grande penalidade, por suposta falta de Pedrão sobre João Amaral, dando o segundo amarelo e consequente vermelho ao defesa do Nacional.

Contudo, após consulta ao VAR, reverteu a decisão, retirando também o amarelo a Pedrão, considerando simulação de João Amaral.

Até ao final da primeira parte, foi apenas o Nacional que criou perigo: primeiro, num livre de Vincent Thill que Jordi segurou e, depois, num potente remate de Witi aos 43 minutos, que saiu junto à barra.

Insatisfeito com o rendimento da sua equipa, Luís Freire deixou no balneário Nuno Borges e Vincent Thill e lançou Alhassan e Larry Azouni e a equipa melhorou, passando a assumir mais o jogo.

E o resultado dessa melhoria foi o golo de Brayan Riascos aos 57 minutos, ao dar a melhor sequência a um centro de Witi.

Contudo, o Paços de Ferreira reagiu e chegou à igualdade à passagem dos 74 minutos, por Stephen Eustáquio após centro de Dor Jan.

Aos 77 minutos, o Paços de Ferreira esteve perto de passar para a frente do marcador, por Marcelo em duas ocasiões, primeiro a cabecear para uma grande defesa de Daniel Guimarães e pouco depois ao cabecear ao poste.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página