loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Benfica: Jorge Jesus defende escolha de Otamendi para ‘capitão’ com «estatuto»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador da equipa de futebol do Benfica, Jorge Jesus, defendeu hoje a escolha de Otamendi para ‘capitão’ no encontro de quinta-feira, frente ao Lech Poznan, com o «estatuto» do defesa argentino.
Benfica: Jorge Jesus defende escolha de Otamendi para ‘capitão’ com «estatuto»

Em conferência de imprensa realizada no Seixal, o técnico mostrou-se satisfeito por lhe ter sido colocada novamente essa questão e aproveitou para frisar que essa é uma escolha sua, apesar de perceber que “os adeptos têm um contexto mais sentimental do que o treinador”, mas que, como técnico, tem de olhar para os interesses do Benfica de “maneira diferente”.

“Como faço sempre onde chego, escolho mais um capitão. Vertonghen foi capitão da Bélgica e do Tottenham. Otamendi foi capitão do [Manchester] City e sub-capitão da Argentina. São jogadores com estatuto e o Otamendi era o único que sabia falar português. O Benfica vai jogar ao Standard [Liège], se o capitão for o Otamendi, o árbitro diz o ‘Otamendi, jogador da Argentina, do City’, tem estatuto. Para além de estatuto de Benfica naquele momento”, justificou.

Ainda sobre o mesmo tema, Jesus voltou a lembrar que “ficámos todos felizes com o Bruno Fernandes [ser capitão] no Manchester United” apesar de ter chegado aos ‘red devils’ apenas em janeiro.

“Porque é que o escolheram? Porque ele é um líder! A jogar e se calhar fora do jogo. E um capitão não é escolhido só pela antiguidade. Isso era no tempo do D. Afonso Henriques, hoje o futebol não é nada disso. Há vários princípios que eu defendo e [um capitão] tem de ter argumentos, não só de passado no clube”.

Além disso, o técnico que já passou anteriormente pelo Benfica, entre 2009 e 2015, ‘puxou’ pelo caso de Luisão para exemplificar uma situação de uma escolha sua no clube que também não foi consensual na época.

“Um dos grandes capitães que tive no Benfica foi o Luisão. Hoje trabalha na estrutura porquê? Era isso. É tudo muito mais do que ter muitos anos no clube. Mas como isto fala ao sentimento de Benfica há muitos que não gostam, porque Otamendi foi jogador do rival. Mas hoje já não há jogadores com 15 anos de clube e temos de saber acompanhar as novas experiências da vida”, concluiu o técnico.

O defesa central Nicolás Otamendi chegou esta época ao Benfica, oriundo do Manchester City, e causou surpresa ao ser escolhido para ‘capitão’ de equipa na segunda parte do encontro da Liga Europa, frente ao Lech Poznan, após a saída de Pizzi.

A escolha do argentino tornou-se polémica por só ter ainda dois encontros disputados anteriormente pelas ‘águias’ e por ter um passado de quatro épocas ligado ao rival FC Porto, entre 2010 e 2014.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página