loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Benfica/Eleições: Bruno Costa Carvalho estranha pressa na realização das eleições

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O principal promotor da lista às eleições do Benfica, Bruno Costa Carvalho, que concorre a vice-presidente nas eleições de quarta-feira, disse "estranhar" a antecipação da data do sufrágio, que "prejudica" a sua candidatura.
Benfica/Eleições: Bruno Costa Carvalho estranha pressa na realização das eleições

Originalmente previsto para sexta-feira, o ato eleitoral do emblema "encarnado" foi antecipado, para quarta-feira, por decisão da Mesa da Assembleia Geral, tendo em conta limitação à circulação entre concelhos entre sexta-feira e 03 de novembro, decretada pelo Governo, devido à pandemia de covid-19.

"A saúde está em primeiro lugar, mas não percebo a pressa, até porque o Benfica tem um presidente, um treinador, e uma equipa feita. Não há urgência. Acho que todos sócios entenderiam que eleição fosse daqui a uma semana ou dentro de um mês. Esta antecipação é nefasta para a campanha", analisou o líder do movimento ‘Todos P’lo Benfica'.

Em entrevista à agência Lusa, Bruno Costa Carvalho considerou que a sua lista sai "particularmente prejudicada" depois de o próprio ter sido impedido de encabeçar o projeto por não cumprir um dos atuais requisitos estatutários para se candidatar à presidência do clube, o de deter 25 anos consecutivos de sócio efetivo [com mais de 18 anos], tendo de surgir na lista como vice-presidente.

"Ficámos com pouco tempo para explicar o nosso projeto, pois toda a nossa mensagem tem sido inquinada por esse ‘fait-diver'. Mas acho que toda a gente sabe que quando estiver a votar na lista C está a votar em mim", desabafou.

Caso o seu projeto seja eleito, Bruno Costa Carvalho esclareceu que será "o presidente da SAD, enquanto Luís Miguel David [que o substituiu na liderança da lista] será o presidente do clube".

Costa Carvalho partilhou que já por duas vezes fez um convite para que as listas que se apresentam como alternativa ao atual presidente Luís Filipe Vieira, lideradas por João Noronha Lopes e Rui Gomes da Silva, se congregassem, mas garantiu que nunca obteve resposta.

"Nunca fui contactado, e expresso a minha tristeza por isso. Sou muitas vezes acusado de vir dividir o Benfica, desde 2009, mas estou há muitos anos no terreno. Não cheguei há dois ou três meses, nem estive sete anos a integrar direção. Acho triste que, em vez de conversar e ver pontes que podem ser percorridas, nos queiram até eliminar na secretária", apontou.

O candidato derrotado nas eleições de 2009 pelo atual presidente do clube, Luís Filipe Vieira, assegurou que o seu projeto é único que vai mais além "de uma mera lista de intenções", deixando reparos a outros dois opositores.

"A lista de Noronha Lopes é um projeto de uma consultora, que não está na realidade do Benfica. Tem pontos interessantes, mas não se bem entende o que é. Rui Gomes Silva está no terreno há muitos anos e conhece bem o Benfica, mas fez listagem de coisas boas, que até concordo, mas que não são um projeto", disse.

Sobre Luís Filipe Vieira, Bruno Costa Carvalho apontou algumas incoerências, nomeadamente na aposta da formação no futebol, dizendo que o dirigente já "defendeu tudo e o seu contrário".

"Talvez seja por isso que não queira ir debates. Defendeu a formação e disse que ia ser campeão com os miúdos do Seixal, despendido Jorge Jesus por que não apostar nos jovens. Depois, contratou Rui Vitória e Bruno Lage que até aproveitavam a formação, mas despedi-os aos dois e foi, de novo, buscar o Jorge Jesus. Acaba por não ter qualquer estratégia", vincou o líder do movimento ‘Todos P’lo Benfica’.

Sobre os processos judiciais que Luís Filipe Vieira está envolvido, Costa Carvalho escusou-se a fazer comentários "sobre a vida pessoal de qualquer candidato", mostrando-se despreocupado com outros processos que envolvem diretamente o clube.

"No caso dos e-mails, acho que foi uma iniciativa do Sporting com o FC Porto contra o Benfica, mas foi uma montanha que pariu um rato. Claro que não gosto de ver o nome do clube envolvido, mas acho que foi tudo manipulação. O Benfica tinha equipas melhores e ganhou de forma limpa em campo", recordou.

Já sobre as críticas ao presidente do FC Porto, que foram usadas por outras listas como tema eleitoral, o elemento do movimento ‘Todos P’lo Benfica' considerou que tal "parece um exercício para iniciantes dizer mal de Pinto da Costa", vincando que o clube "nada ganha com essas ‘tricas' nacionais".

O promotor da lista encabeçada por Luís Miguel David, assegurou que caso não seja eleito na quarta-feira voltará a ser "um adepto normal, sem quaisquer ambições eleitorais no futuro".

Além de Luís Miguel David (lista C), concorrem, pela primeira vez na história do clube, quatro candidatos, o atual presidente Luís Filipe Vieira (A), João Noronha Lopes (B) e Rui Gomes da Silva (D).

As eleições no Benfica estão marcadas para quarta-feira, entre as 08:00 às 22:00 horas, no Pavilhão n.º 2 do Estádio da Luz, em Lisboa, e em 24 casas do clube.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página