loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Moçambique regista mais 110 casos e sobe total para 12.525

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 110 casos positivos de covid-19, elevando o total para 12.525 infeções e mantendo-se com 91 óbitos, informou hoje o Ministério da Saúde.
Covid-19: Moçambique regista mais 110 casos e sobe total para 12.525

"Dos novos casos hoje reportados, 107 casos são indivíduos de nacionalidade moçambicana e três casos são estrangeiros. Destes, um caso é indivíduo de nacionalidade portuguesa e dois casos são indivíduos de nacionalidade chinesa", lê-se numa nota de atualização dados divulgada hoje.

Do número total de infeções que o país já registou, 12.221 casos são de transmissão local e 304 casos são importados.

O Ministério da Saúde contabiliza 10.001 (79%) pessoas consideradas totalmente recuperadas, havendo também o registo de 91 óbitos e 452 pessoas internadas.

A capital moçambicana (cidade de Maputo) continua a registar o maior número de casos ativos no país, com 1.860 infetados, seguida da província de Maputo, com 238, estando as restantes nove províncias moçambicanas com menos de 100 casos.

Desde o anúncio do primeiro caso, em 22 de março, Moçambique rastreou pouco mais de 2,7 milhões de pessoas e testou um cumulativo de 185.273 pessoas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 42.151 mortos confirmados em mais de 1,7 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página