loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Eficácia de Paulinho e magia de Gaitán dão preciosa vitória ao Braga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Uma entrada muito forte valeu hoje ao Sporting de Braga uma ‘suada', mas justa vitória no reduto dos ucranianos do Zorya, por 2-1, reforçando boas perspetivas no Grupo G da Liga Europa de futebol.
Crónica: Eficácia de Paulinho e magia de Gaitán dão preciosa vitória ao Braga

Logo aos três minutos, Paulinho inaugurou o marcador e, aos 11, Gaitán coroou a sua estreia em jogos oficiais pelos minhotos com um grande golo, que seria decisivo para a vitória final, de nada valendo o tento de honra de Ivanisenia praticamente no último lance da partida (90+6).

Com este triunfo, o primeiro sobre equipas ucranianas e que ‘vinga' a eliminação pelo mesmo Zorya, há duas épocas, na fase preliminar da Liga Europa, o Sporting de Braga soma agora seis pontos no grupo G, os mesmos do Leicester (venceu na Grécia o AEK, por 2-1), que defronta na próxima quinta-feira, em Inglaterra.

No ‘onze' escolhido por Carlos Carvalhal, destaque para a estreia em jogos oficiais do internacional argentino Gaitán, contratação mais sonante dos bracarenses esta temporada, totalmente recuperado da lesão contraída ainda na pré-época.

O técnico não pôde contar com Galeno e Sequeira, ambos lesionados, e apostou no jovem Moura em substituição do extremo brasileiro e dando a titularidade a Raul Silva, recuperando uma defesa com três centrais (3x4x3).

Os bracarenses entraram a todo o gás e, aos três minutos, Esgaio tirou um grande centro da direita e Paulinho, de primeira, colocou os minhotos em vantagem, para o seu 11.º golo europeu pelo clube, igualando os registos de Alan e Ricardo Horta.

Pouco depois, surgiu o momento do jogo: Raul Sila ‘roubou' uma bola a meio-campo, galgou terreno e serviu Gaitán, que, com um espetacular remate de primeira de fora da área, com o pé esquerdo, fez o segundo para o Sporting de Braga.

A perder, o Zorya reagiu e podia ter marcado, mas não conseguiu, umas vezes por boas defesas de Matheus, outras por má pontaria, principalmente por Yurchenko perto do intervalo (45 e 45+2 minutos).

No segundo tempo, a equipa da casa teve mais posse de bola e empurrou o Sporting de Braga para a sua área, mas os lances de relativo perigo que criava eram facilmente anulados pela defesa e guardião ‘arsenalistas'.

Já com várias substituições operadas por Carvalhal, a pensar na receção ao Famalicão, na segunda-feira, da sexta jornada da I Liga, o Braga podia ainda assim ter chegado ao terceiro, com destaque para a chance desperdiçada por Schettine (84 minutos).

Contudo, seriam os ucranianos a marcar, com um remate de muito longe de Ivanisenia a bater Matheus mesmo em cima do apito final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página