loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Taça de Portugal: Cova da Piedade precisou dos penáltis para derrotar Marinhense

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Cova da Piedade garantiu hoje o apuramento para a quarta eliminatória da Taça de Portugal em futebol, derrotando o Marinhense, na Marinha Grande, no desempate por grandes penalidades por 5-3.
Taça de Portugal: Cova da Piedade precisou dos penáltis para derrotar Marinhense

A equipa da II Liga fez um jogo fraco na Marinha Grande, sofrendo bastante para afastar o líder da série E do Campeonato de Portugal.

O Cova da Piedade esteve a perder, após um autogolo, mas chegou ao empate por Bruno Bernardo. No desempate por grandes penalidades, o guarda-redes Adriano Facchini foi determinante, coroando a boa exibição durante toda a partida com uma defesa que garantiu a qualificação.

A diferença de escalão entre as duas equipas nunca se notou, comprovando o mau momento do Cova da Piedade, 10.º na II Liga, e a boa condição do Marinhense, que lidera a sua série no Campeonato de Portugal.

A equipa da casa tomou conta do jogo a partir do quarto de hora, fruto da boa dinâmica no ‘miolo’ e da exploração de espaços entre a defesa e meio campo do Cova da Piedade, muito intranquilo na linha mais recuada.

Aos 24 minutos, João Amorim entregou mal uma bola e permitiu a Miguel Velosa correr em direção à baliza contrária, valendo a intervenção de nível de Adriano Facchini para canto.

Sem fulgor ofensivo, o Cova da Piedade só conseguiu chegar perto da baliza do guarda-redes Jair Mosquera na segunda parte, aos 52 minutos, quando Miguel Rosa falhou o desvio na pequena área.

Depois de um desinteressante primeiro tempo, as duas equipas apareceram mais mexidas após o intervalo.

Aos 55 minutos, Adul Seidi quase marcou, mas, isolado perante Adriano Facchini, permitiu a defesa.

O golo acabou por surgir para a equipa da Marinha Grande no minuto seguinte, após cruzamento de Vinagre, na direita: Facchini saiu para tentou cortar, mas João Amorim desviou a bola para a própria baliza.

A partir daí o Marinhense recuou para defender o 1-0 e o Cova da Piedade recompôs-se, começando a aparecer na frente como até aí não tinha acontecido.

Entregando a iniciativa, o Marinhense sofreu o empate aos 69 minutos, com um cabeceamento de Bruno Bernardo, após livre na esquerda de Miguel Rosa.

Nos instantes finais dos 90 minutos, a equipa da casa reagiu e quase garantiu a vitória. André Sousa encheu o pé na pequena área do Cova da Piedade, mas valeu Bruno Bernardo, que evitou o golo em cima da linha.

Já no prolongamento o Cova da Piedade também esteve perto de marcar num lance semelhante, quando Balogun chutou forte, surgindo Gustavo a proteger a baliza da formação local.

No tempo extra, a eliminatória podia ter caído para qualquer dos lados: aos 104, Facchini voltou a salvar o Cova da Piedade, travando um livre de Cláudio Ribeiro e, aos 114, foi o poste que poupou o Marinhense, após remate de João Vieira.

Na decisão nas grandes penalidades, o veterano guarda-redes brasileiro foi determinante, travando com uma bela estirada a tentativa de Cláudio Ribeiro. O Cova da Piedade, que converteu todos os remates, segue para a próxima ronda.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página