loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Carlos Carvalhal: «Foi um grande jogo de futebol, um jogo espetacular»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Declarações após o jogo da quarta jornada do grupo G da Liga Europa de futebol entre Sporting de Braga e Leicester, que hoje decorreu em Braga (3-3).
Carlos Carvalhal: «Foi um grande jogo de futebol, um jogo espetacular»

"Foi um grande jogo de futebol, um jogo espetacular, até parece que jogámos com uma equipa de um campeonato secundário, mas, até há uma semana, era o primeiro classificado do campeonato inglês.

Os nossos jogadores foram fantásticos na abordagem ao jogo, tínhamos a clara intenção de ganhar, fizemos uma primeira parte espetacular, fizemos nove remates, o Schmeichel fez defesas incríveis e o resultado ao intervalo podia ter sido outro, o que daria mais conforto.

Não me parece que tenhamos surpreendido o Leicester, estive a falar com o treinador deles, ele viu o nosso jogo com o Benfica e disse que já tinha gostado da nossa equipa em Inglaterra [há três semanas, na derrota por 4-0].

A segunda parte foi diferente, perdemos energia na frente, [sobretudo] o Ricardo Horta, que teve uma lesão prolongada, e o Iuri Medeiros também. Temos um plantel curto e com a lesão do Gaitán não temos capacidade para, nas substituições, refrescar e dar mais velocidade ao ataque.

O Leicester, com a entrada de jogadores frescos e de grande capacidade encostou-nos atrás, fizeram o 2-2, mas nós ainda tivemos força mental e física para o 3-2. Quando ninguém esperava, o adversário fez o 3-3.

O resultado ajusta-se pelo que foram os 90 minutos, fomos melhores na primeira parte e eles foram melhores na segunda. A minha satisfação não é pelo ponto conquistado, mas pelo grande jogo que fizemos diante de um adversário de elevadíssimo nível, jogámos olhos nos olhos e sem qualquer receio.

Não posso dizer que foi injusto, porque o adversário é de elevado nível, uma equipa muito poderosa, sempre boa [independentemente de quem jogue]. É uma satisfação grande ver a nossa equipa jogar a este nível e quem sabe se no próximo jogo não vamos ganhar no último minuto.

Parece um grupo fácil, mas as equipas são traiçoeiras, o Zorya tem fragilidades, mas também tem muitos pontos fortes, ganhou 3-0 ao AEK, o que não me surpreendeu. Temos o apuramento nas nossas mãos, melhor teria sido ganhar hoje, estava praticamente definido, mas temos dois jogos para o garantir".

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página