loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Porque Portugal é a melhor incubadora de talentos para o futebol inglês

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

É justo dizer-se que a primeira divisão de Portugal, a Primeira Liga, ainda não atingiu exatamente o nível que podemos encontrar nos campos de batalha de futebol mais competitivos da Europa.
Porque Portugal é a melhor incubadora de talentos para o futebol inglês

Afinal, a tabela está eternamente dominada pelos chamados “Três Grandes” – FC Porto, SL Benfica e Sporting SP – com o trio (FC Porto e SL Benfica em particular) a revezar-se na liderança quase desde que a liga existe. Na verdade, apenas dois outros clubes ganharam o título desde a época inaugural em 1934-35.

No entanto, embora alguns possam torcer o nariz e reclamar sobre o previsível predomínio desses grandes clubes, o certo é que o seu monopólio de sucesso lhes permitiu tornarem-se em “criadores” de gerações de jovens jogadores talentosos que acabam como grandes estrelas por toda a Europa – incluindo na Premier League Inglesa. Este ano o Braga começou bem, e se você acha que eles podem bater os três grandes, visite Compare.bet.

Confortavelmente instalados no topo da Primeira Liga, os Três Grandes têm o tempo, a paciência e o dinheiro para fazer crescer os jogadores portugueses mais promissores, em algumas das mais avançadas academias de jovens do mundo. Um excelente exemplo é a Academia do Sporting. Esta tem sido desde há muito um campo de testes para uma série de grandes nomes portugueses que acabaram por ser integrados na Premier League. Alguns exemplos notáveis incluem Nani (Manchester United, 2007), João Moutinho (Wolverhampton Wanderers, 2018). Obviamente, o mais icónico é Cristiano Ronaldo, que cresceu na Academia do Sporting, depois de ter ingressado nesta em 1997, com 12 anos, e foi contratado pelo Manchester United em 2003 por um valor recorde.

Depois, existe a Academia do Benfica, que tem sido considerada a “melhor escola de futebol” e é elogiada pelos profissionais portugueses que conquistaram os seus lugares na Premier League. A lista de ex-alunos inclui Bernardo Silva (Manchester City, 2017) e João Cancelo (Manchester City, 2019).

Em entrevista para a publicação online The National, o treinador do Benfica de sub-19 Luís Araújo explicou como eles trabalham os talentos. “Desenvolvemos jogadores para vencer e a nossa filosofia é jogar um futebol de ataque”, disse ao The National. “Queremos controlar o jogo com a bola. Para ganharmos a bola, pressionamos muito e defendemos o mínimo possível. Fazemos isto com jogadores muito técnicos que querem controlar o adversário e dominar o jogo. Fazemos isto desde os mais novos de 8 anos até à equipa principal.”

Dada a importância do futebol para muitos jovens em Portugal, há um leque ilimitado de talentos locais com os quais as academias podem trabalhar. Mas, além de investirem tanto esforço nos talentos locais, os clubes portugueses também têm máquinas preparadas para localizar potenciais talentos lucrativos noutros países. Como o agente de futebol Nuno Correia explica, “Graças aos bons olheiros, podemos atrair bons jogadores… que olham para Portugal como um trampolim para chegar às maiores ligas do mundo: Espanha, Inglaterra, Itália, Alemanha.”

Os Três Grandes têm uma particular e lucrativa afinidade com a América do Sul. Climas e culturas semelhantes e, no caso do Brasil, uma língua em comum fazem de Portugal um destino apetecível para os jogadores sul-americanos desejosos de entrar no brilhante universo do futebol europeu. Um grande exemplo é o guarda-redes brasileiro Ederson, que já foi júnior no Benfica. Em 2017, surgiram notícias da sua transferência para o Manchester City pelo colossal valor de 40 milhões de euros, o que o tornou no segundo guarda-redes mais caro de todos os tempos.

Como disse o agente Nuno Correia ao ESPN, “Os gigantes europeus não querem jogadores que ainda precisem de se desenvolver. Eles esperam que eles provem o seu valor. O que esses clubes querem é jogadores ‘prontos’ que cheguem e contribuam logo para o sucesso da equipa. Não querem jogadores que ainda tenham de ser ‘trabalhados’. Só quando eles demonstram estarem prontos para atuar ao nível mais alto é que os gigantes vêm atrás deles.”

Colocar olheiros cuidadosamente, atuando como intermediários pacientes, e fornecer o treino necessário e oportunidades competitivas para as estrelas estrangeiras em ascensão permitiu aos clubes portugueses obter enormes lucros com a venda desses jogadores aos “gigantes” por valores astronómicos. No início deste ano, o Benfica anunciou os seus maiores lucros de sempre no primeiro semestre, com transferências lucrativas a rondarem os 104,2 milhões de euros – um aumento de 639,8% em relação ao ano anterior.

Tudo isto levanta a questão: quais os jogadores atuais dos Três Grandes que podem estar preparados para a Premier League? Bem, se está a pensar fazer uma aposta num dos sites de apostas desportivas no Compare.bet, Umaro Embaló é um nome que deve ter em consideração. Com 19 anos e natural da Guiné-Bissau, o extremo é resultado da “máquina de treino de jovens” do Benfica e já atraiu a atenção de grandes clubes. Na verdade, em 2018, foi falado que o Manchester United e o RB Leipzig estavam a competir para o contratar. Emboras essas conversas tenham fracassado e Embaló jogue atualmente na equipa B do Benfica, há hipóteses que esta jovem estrela possa em breve estar a voar (literalmente) em direção à Premier League.

Outro nome a ter em mente é Florentino Luís, do Benfica, com 21 anos, que também se formou nas camadas jovens do clube e está atualmente emprestado ao Mónaco. O médio defensivo não poderia ter pedido uma estreia mais excitante na Primeira Liga, tendo entrado com substituto no notável jogo que arrasou o Nacional por 10-0 em 2019. Existirão mais emoções à sua espera quando ele der o salto para outro clube? Diz-se que o Manchester United está seriamente de olho neste jovem, o que confirma o que foi avançado pelo seu agente sobre “haver muito interesse nele no momento”.

O médio defensivo do Sporting João Palhinha também está na linha da frente como uma possível transferência. Tendo integrado a prestigiada “cantera” do Sporting enquanto adolescente, o fantástico atacante de 1,90 m está agora emprestado a outro clube português, o SC Braga. Mas há fortes especulações de que o Wolverhampton Wanderers o tem debaixo de olho. Ainda está por saber se o Sporting vai decidir manter Palhinha para si, mas os Wolves têm com certeza uma lista de interesses para ir “comprar” na Primeira Liga – uma prova de como o mercado português tem sido e continuará certamente a ser atrativo no futuro.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página