loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Sporting quer «deixar os jogadores do Famalicão desconfortáveis» todo o jogo

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Sporting quer «deixar os jogadores do Famalicão desconfortáveis» no jogo da nona jornada da I Liga portuguesa de futebol, assumiu hoje o treinador dos ‘leões’, Rúben Amorim, que prevê «um jogo perigoso».

“Depende muito do Sporting o que será o jogo. Não podemos dar muita liberdade àqueles jogadores [do Famalicão]. Vamos encarar com o máximo empenho e intensidade. Queremos deixar os jogadores do Famalicão desconfortáveis no jogo, do primeiro ao último minuto. Prevemos um jogo perigoso”, expressou o técnico, em conferência de imprensa de antevisão.

Rúben Amorim elogiou o adversário, que, apesar das muitas mudanças efetuadas da temporada transata para a atual, “não deixa de ser uma excelente equipa, que está no início, com um excelente treinador” e que vai estar “muito motivada”.

“O Famalicão é uma equipa que joga olhos nos olhos com as equipas grandes, a meu ver mais na parte ofensiva. Na parte defensiva, jogam um pouco num bloco baixo, como outras equipas que já apanhámos. O que temos de ter em mente é que temos de entrar muito fortes, não dar espaço ao Famalicão e marcar mais cedo que o adversário”, explicou.

Nuno Mendes e Jovane Cabral estão fora das opções de Rúben Amorim para o encontro, devido a lesão, com o ‘timoneiro’ dos lisboetas a avisar que será difícil o defesa, bem como todos os outros jovens do plantel, saírem na reabertura do ‘mercado’: “Todos os miúdos estão blindados. Quem quiser os jogadores do Sporting, vai ter de pagar muito dinheiro”.

O treinador do Sporting rejeitou uma candidatura ao título e sublinhou que apenas o irá fazer “quando for bom para a equipa”, mas colocou como objetivo mínimo para a época “vencer todos os jogos”, numa altura em que o médio Pedro Gonçalves está em destaque na equipa.

“O Pedro Gonçalves é um excelente jogador, mas é um miúdo ainda. Precisa e vai melhorar em certos aspetos, mas é um jogador de maturidade muito elevada para a idade que tem. É o segundo ano dele na I Liga, é um jogador bastante completo, mas tem de melhorar em outros momentos do jogo”, disse, em relação ao atleta contratado precisamente ao Famalicão.

Já sobre João Palhinha, Rúben Amorim desfez-se em elogios ao médio defensivo: “É um jogador com características diferentes, muito importante para a nossa equipa e muito forte fisicamente. Tendo um meio campo muito ofensivo, temos de ter um jogador com aquela capacidade de recuperação de bolas, de posicionamento e de força física”.

O avançado esloveno Sporar não tem marcado muitos golos, mas “está a trabalhar para a equipa” e por isso tem sido escolha habitual no ‘onze’ inicial, estando “com muita fome” de faturar, enquanto o defesa Eduardo Quaresma “está a recuperar o seu momento”, com Rúben Amorim a alertar que “não vai a lado nenhum”.

“Temos de relembrar, às vezes, os jovens jogadores que isto é uma grande responsabilidade, que não é fácil jogar no Sporting, ainda por cima com 18 anos. O Quaresma não vai a lado nenhum, é uma aposta do Sporting que leva tempo. Está nas mãos deles provarem que podem jogar”, realçou.

O Sporting, líder do campeonato, com 22 pontos, visita no sábado o campo do Famalicão, 10.º classificado, com nove, a partir das 18:00, com arbitragem de Luís Godinho, da associação de Évora.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página