loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Alemanha regista 891 mortos e 12.802 casos em 24 horas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A Alemanha somou hoje 12.802 novos casos de covid-19 e 891 mortos nas últimas 24 horas, informou hoje o Instituto Robert Koch (RKI), o centro epidemiológico nacional.
Covid-19: Alemanha regista 891 mortos e 12.802 casos em 24 horas

O número de infeções mantém-se abaixo dos máximos das últimas duas semanas, apesar de os especialistas terem lançado avisos durante o período festivo do Natal.

O número de mortos, diariamente, continua elevado apesar da taxa de mortalidade por covid-19 ser menor do que na semana passada.

O máximo de contágios registou-se no dia 18 de dezembro com 33.777 casos e o de óbitos na sexta-feira passada com a morte de 1.188 pessoas.

A incidência acumulada nos últimos sete dias, no conjunto do país aumentou até aos 164,5 casos por cada 100 mil habitantes.

A taxa é menor do que os 197,6 contágios por 100 mil habitantes atingida no dia 22 de dezembro, mas muito distante das intenções governamentais que pretende uma redução de 50 casos por 100 mil habitantes.

Notam-se diferenças entre estados federados: Na Saxónia e na Turíngia (leste), a incidência acumulada situa-se atualmente em 341,9 e 325,7 casos, respetivamente, por cada 100 mil habitantes.

Em Bremen a incidência acumulada é de 86,3 casos por 100 mil habitantes.

No total, a Alemanha registou 1.933.826 contágios por SARS CoV-2 sendo que 1.570.00 superaram a doença.

O número total de vítimas mortais da pandemia é de 41.577 e 322.00 estão atualmente infetadas.

Até segunda-feira, o RKI contabilizou mais de 613 mil pessoas inoculadas com a primeira dose da vacina contra o covid-19.

Prevê-se que hoje chegue aos vários estados federados a primeira dose da fórmula da vacina desenvolvida pela empresa Moderna, a segunda vacina autorizada pela União Europeia.

Por outro lado, a Alemanha iniciou na segunda-feira a nova fase - mais estrita - do segundo confinamento e que se vai prolongar até ao dia 31 de janeiro com restrições da atividade da administração pública e atividade económica.

As atividades culturais e de divertimento, restauração e negócios "não essenciais", assim como as escolas permanecem encerrados.

As reuniões privadas limitam-se à visita de apenas uma pessoa em cada casa, além dos habitantes da residência.

No caso de Berlim, região fortemente afetada, os habitantes não se podem afastar mais do que 15 quilómetros do local de onde vivem.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página