loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Benfica: Equipa com 16 jogadores infetados desde início da época

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Os mais recentes casos de infeção pelo novo coronavírus no plantel do Benfica, de Vertonghen, Grimaldo, Gilberto, Waldschmidt e Diogo Gonçalves, elevam para 16 o número de jogadores infetados no clube desde o início da época.
Benfica: Equipa com 16 jogadores infetados desde início da época

O primeiro caso da época aconteceu ainda em setembro com o guarda-redes belga Svilar, que nunca foi utilizado na equipa principal, e depois, já em novembro, verificaram-se mais três infeções, já entre opções habituais: os médios Julian Weigl e Adel Taarabt e o avançado Darwin Nuñez.

O uruguaio teve diagnóstico positivo depois de ter estado na seleção do seu país, que teve um surto em vários internacionais, num cenário semelhante ao de Adel Taarabt, que também teve resultado positivo em 24 de novembro, depois ter estado ao serviço da seleção de Marrocos.

A equipa ‘encarnada’ apenas voltaria a ter preocupações em relação a novos casos em dezembro, mas numa data decisiva, com o capitão Pizzi a ser diagnosticado na véspera do Benfica defrontar o FC Porto na Supertaça, em 23 de dezembro, num jogo que perderia por 2-0.

Poucos dias depois novos casos surgiram, com o clube a anunciar testes positivos ao novo coronavírus também em Jardel e Gonçalo Ramos, em 26 de dezembro, e de Seferovic e João Ferreira, em 28 de dezembro.

Haris Seferovic disse, aliás, recentemente, em entrevista ao 'podcast' Ehrenrunde 21, encarar a covid-19 como algo sério, depois de ter perdido quatro quilos, ter tido dores musculares e de cabeça, e dificuldade em regressar à competição.

Já no início do ano, foram identificados os casos de Franco Cervi e Gabriel, e hoje anunciados os de Gilberto, Grimaldo, Vertonghen, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt, com o clube a remeter publicamente, pela primeira vez, para a Direção-Geral da Saúde a decisão de competir nos próximos 14 dias.

“Perante estes dados, na defesa da saúde pública e da integridade física dos atletas envolvidos, o Benfica remete para a DGS a decisão de se apresentar em competição nos próximos 14 dias”, pode ler-se numa nota publicada hoje no sítio oficial dos ‘encarnados’.

No calendário do Benfica para os próximos 14 dias surgem os jogos em casa com Nacional (15.ª jornada da I Liga) e Belenenses SAD, dos quartos de final da Taça de Portugal, além da visita ao Sporting (16.ª jornada), podendo ainda marcar presença na final da Taça da Liga no sábado, frente ao vencedor do jogo entre Sporting e FC Porto.

Globalmente, o Benfica informou serem atualmente 17 os casos de infeção, e que, além dos jogadores, está também infetado o presidente Luís Filipe Vieira.

A imprensa já tinha avançado que vários elementos da equipa técnica estão positivos ao novo coronavírus, nomeadamente João de Deus, Pietra, Fernando Ferreira, Márcio Sampaio e Mário Monteiro, bem como o diretor e ex-futebolista Luisão.

Ainda na anterior época, o médio David Tavares, atualmente emprestado ao Moreirense, tinha sido o primeiro caso no clube da Luz, em meados de maio, num período em que as competições estavam suspensas devido à pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.041.289 mortos resultantes de mais de 95,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.246 pessoas dos 566.958 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página