loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Pandemia mata 6.595 nas últimas 24 horas e eleva total para 2,47 milhões

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A pandemia de covid-19 provocou, nas últimas 24 horas, 6.595 mortes em todo o mundo, aumentando o número de vítimas mortais para 2.474.437 pessoas desde que foi detetada na China, em dezembro de 2019.
Covid-19: Pandemia mata 6.595 nas últimas 24 horas e eleva total para 2,47 milhões

Segundo dados hoje divulgados pela agência francesa de notícias AFP, no último dia foram contabilizados 284.765 novos infetados, elevando o total de pessoas contagiadas desde o início da pandemia para pelo menos 111.641.390.

Deste total de casos, pelo menos 68.552.400 já foram considerados curados, refere a AFP.

Os números são baseados em relatórios diários das autoridades sanitárias de cada país até as 11:00 de cada dia e não incluem revisões realizadas ‘a posteriori’ por organismos de estatísticas, como acontece na Rússia, Espanha e Reino Unido.

Desde segunda-feira, os países que registaram mais novos casos de mortes foram os Estados Unidos, com mais 1.297 vítimas mortais, o Brasil (com mais 639 mortes), e a Espanha (mais 535).

Os Estados Unidos são até hoje o país mais afetado em termos de mortes e de casos, com um total de 500.313 mortes para 28.190.622 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 247.143 mortes e 10.195.160 casos, o México, com 180.536 mortes e 2.043.632 casos, a Índia, com 156.463 mortes e 11.016.434 casos, e o Reino Unido, com 120.757 mortos e 4.126.150 casos.

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é o que regista o maior número de mortes em relação à sua população, com 189 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida pelas Eslovénia e República Checa (ambas com 182), o Reino Unido (178) e a Itália (159).

A Europa contabilizava hoje, até às 11:00 TMG (mesma hora em Lisboa) 833.084 mortes e 36.667.016 casos, enquanto a América Latina e as Caraíbas registavam 661.324 mortes (20.800.396 casos).

Os Estados Unidos e o Canadá somam 522.012 mortes (29.038.265 casos), a Ásia 252.667 mortes (15.949.216 casos) e o Médio Oriente 102.728 mortes (5.315.547 casos).

O continente africano contabiliza 101.675 mortes (3.838.878 casos) enquanto a Oceânia refere contar 947 mortes (32.072 casos).

Desde o início da pandemia, o número de testes realizados aumentou drasticamente e as técnicas de despistagem e rastreamento melhoraram, levando a um aumento do número de infetados declarados.

O número de casos diagnosticados, entretanto, reflete apenas uma fração do total real, já que uma grande parte dos casos menos graves ou assintomáticos não é registada.

Na segunda-feira, Portugal contabilizou 61 mortes e 549 novos casos de infeção nas 24 horas anteriores, o número mais baixo desde 06 de outubro, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Desde março de 2020, Portugal já registou 16.023 mortes associadas à covid-19 e 798.074 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página