loading
LIVESTREAM

Sporting: Amorim afirma que equipa vai ao Dragão «para vencer» e fala em ‘tudo por tudo’

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador Rúben Amorim afirmou hoje que o Sporting vai ao campo do FC Porto, na 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, «para vencer» e colocou a expressão ‘tudo por tudo’ do lado da equipa lisboeta.

“Foi dito, durante esta semana, que é o tudo por tudo para o FC Porto, mas tem de ser o tudo por tudo do Sporting. Nós é que não ganhamos [o campeonato] há mais tempo e temos de estar com fome”, expressou o técnico ‘verde e branco’, que acrescentou: “Temos de ganhar, não de empatar. Vamos ao Dragão para vencer”.

Rúben Amorim falou aos jornalistas no auditório do Estádio José Alvalade, em Lisboa, onde fez a antevisão a um jogo “muito complicado, contra o campeão nacional, habituado a este tipo de jogos”, mas referiu que a semana foi encarada da mesma forma, pois “os jogadores são muito atentos a tudo” e, em caso de mudança de comportamento, “eles ficam mais ansiosos”.

“Já estamos habituados à pressão do jogo, temos sempre de ganhar desde o início. Já estamos algo preparados, o jogo é diferente, estamos a aproximar-nos do fim do campeonato, será um pouco diferente dos outros jogos”, realçou.

O treinador dos ‘dragões’, Sérgio Conceição, deixou elogios aos lisboetas, mas sublinhou que é uma equipa “fácil de desmontar”, o que mereceu a concordância, “em certa medida”, de Rúben Amorim, que arriscou um ‘onze’ dos portistas, em 4-4-2, apenas tendo dúvidas no flanco esquerdo, entre Zaidu e Sarr, atrás, e Luís Díaz e Otávio, à frente.

“É fácil olhar para o Sporting e perceber a forma como o Sporting joga. Já temos algumas nuances diferentes, mas é fácil, qualquer pessoa olha para o Sporting e sabe como se vai apresentar, de uma forma geral. Concordo em certa medida com o Sérgio Conceição”, disse.

O Sporting nunca assumiu publicamente uma candidatura ao título e, mesmo com uma ‘almofada’ pontual de 10 pontos em relação ao segundo classificado, que pode ser ampliada em caso de triunfo no sábado, Rúben Amorim voltou a reforçar que “é mais um jogo” e que a diferença é relativa para quem a vê, sendo preciso “dormir de olho aberto”.

“Olho para a forma como o FC Porto festejou, no banco, a vitória com o Marítimo, não deitaram a toalha ao chão. O Sporting de Braga não está definitivamente morto, está bem vivo, joga muito bem. O Benfica, como festejou o golo do Rafa [na Liga Europa], não está morto. Olho mais para as ações do que para os resultados. Temos de dormir com o olho aberto e estarmos sempre preparados para as dificuldades”, alertou.

Rúben Amorim aproveitou para deixar um “abraço à família do [Alfredo] Quintana e ao FC Porto”, em reação à morte do guarda-redes internacional português de andebol, aos 32 anos, após sofrer uma paragem cardiorrespiratória na segunda-feira, durante o treino dos ‘azuis e brancos’.

O avançado Paulinho é o único atleta indisponível para a visita ao Estádio do Dragão, no Porto, entre o líder Sporting, com 54 pontos, e o FC Porto, segundo posicionado, com 44, que terá início às 20:30, com arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página