loading
LIVESTREAM

Inglaterra: Reino Unido quer receber mais jogos do Euro-2020 e organizar o Mundial-2030

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que o Reino Unido está disposto a receber mais jogos da fase final do Euro-2020 de futebol e revelou a intenção de organizar o Mundial-2030, conjuntamente com a Irlanda.
Inglaterra: Reino Unido quer receber mais jogos do Euro-2020 e organizar o Mundial-2030

Em entrevista publicada hoje no jornal The Sun, Johnson explicou que o Reino Unido poderá receber mais jogos do próximo Europeu devido ao processo de vacinação contra a covid-19 que está no decorrer no território, com junho a ser apontado como o mês em que serão levantadas todas as restrições.

“Vamos receber o Europeu, vamos receber os jogos das meias-finais e da final. Se quiserem que o Reino Unido receba mais jogos, estamos prontos. Já demonstrámos a nossa disponibilidade, mas decisão final caberá sempre à UEFA”, disse o primeiro-ministro britânico.

Além dos últimos três encontros da competição, que estava inicialmente agendada para 2020, mas que acabou por ser adiada para 2021 devido à pandemia da covid-19, o Reino Unido será ainda o palco do Grupo D, com jogos no Estádio do Wembley, em Londres, e em Hampden Park, em Glasgow.

Munique, Roma, Baku, Budapeste, São Petersburgo, Bucareste, Amesterdão, Copenhaga, Bilbau e Dublin completam o número de 12 cidades que vão receber os restantes jogos do Europeu, algo inédito na história da prova.

Caso o Reino Unido receba mais encontros, Boris Johnson espera que essa situação sirva para lançar a candidatura ao Mundial2030, numa organização conjunta com a Irlanda.

“Queremos muito trazer o futebol de volta a casa em 2030. Acho que é o sítio certo. É a casa do futebol, no tempo certo. Será algo fantástico”, disse.

O Euro2020, que terá Portugal a defender o título conquistado em 2016, em França, vai decorrer de 11 de junho a 11 de julho deste ano, depois de ter sido adiado em um ano devido à pandemia de covid-19.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página