Covid-19: Cabo Verde com mais 51 infetados em 24 horas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

As autoridades sanitárias cabo-verdianas diagnosticaram mais 51 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando para 16.491 os casos acumulados desde 19 de março de 2020, divulgou hoje o Ministério da Saúde.
Covid-19: Cabo Verde com mais 51 infetados em 24 horas

Em comunicado, aquele ministério referiu que os laboratórios de virologia do arquipélago processaram 576 amostras desde sábado, com o concelho da Praia, capital do país, a confirmar mais 25 infetados (em 324 amostras), contando agora com 323 casos ativos.

Ainda na ilha de Santiago foram também confirmados casos do novo no concelho de Santa Catarina (dois).

Na ilha do Sal, novo foco da doença no arquipélago, foram confirmados mais 20 infetados (em 47 amostras), passando a 93 casos ativos ao dia de hoje.

Foram ainda registados casos de covid-19 nas ilhas do Fogo (dois), São Vicente (um) e São Nicolau (um).

Nas últimas 24 horas foram dados como recuperados da doença 20 infetados, mantendo-se em 159 o acumulado de óbitos por complicações associadas à covid-19 e cinco por causas externas.

Cabo Verde passa assim a contar com um acumulado de 16.491 casos da doença, desde 19 de março de 2020 (quando foi diagnosticado o primeiro doente com a covid-19 no arquipélago), distribuídos por todos os 22 municípios das nove ilhas habitadas do arquipélago, segundo os dados do Ministério da Saúde.

O arquipélago regista hoje 567 casos ativos da doença e soma 15.752 casos considerados recuperados, enquanto dois infetados, estrangeiros, foram transferidos para os países de origem.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.710.382 mortos no mundo, resultantes de mais de 122,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A covid-19 é uma doença respiratória causada por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página