ESC ONLINE

Síntese: FC Porto e Benfica vencem e voltam a meter pressão no líder Sporting

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

FC Porto, segundo classificado, e Benfica, terceiro, encurtaram hoje provisoriamente distâncias para o Sporting e colocaram mais pressão sobre o líder da I Liga portuguesa de futebol, ambos com triunfos fora de portas, na 26.ª jornada.
Síntese: FC Porto e Benfica vencem e voltam a meter pressão no líder Sporting

No ‘intervalo’ da eliminatória com o Chelsea, dos quartos de final da Liga dos Campeões, o FC Porto foi a Tondela vencer por 2-0, enquanto o Benfica protagonizou uma das maiores goleadas da época, ao ‘esmagar’ o Paços de Ferreira, por 5-0.

Com estes triunfos, os ‘dragões’ colocaram-se à condição a cinco pontos do Sporting e os ‘encarnados’ reduziram a diferença para oito. Os ‘leões’, que na última ronda cederam um empate no campo do Moreirense (1-1), recebem no domingo o Famalicão.

Na luta pelo acesso à ‘Champions’ da próxima época, o Sporting de Braga, quarto posicionado, está também obrigado a vencer domingo em casa o Belenenses SAD para continuar a sonhar com o regresso à liga ‘milionária’.

No campo do 11.º classificado da prova, o espanhol Toni Martinez, aos 19 minutos, e o iraniano Mehdi Taremi, aos 83, fizeram os golos do FC Porto, num encontro em que o técnico Sérgio Conceição aproveitou para poupar alguns jogadores, tendo em vista o decisivo duelo com o Chelsea.

Na Mata Real, num encontro que prometia ser complicado para o Benfica, já que atuava no terreno do quinto posicionado da I Liga e equipa surpresa de prova, tudo ficou mais fácil para a formação de Jorge Jesus quando Stephen Eustáquio, aos 22 minutos, foi expulso e deixou o Paços de Ferreira com menos uma unidade.

Após esse lance, o Benfica construiu com naturalidade a goleada, com destaque para o avançado suíço Seferovic, que ‘bisou’, aos 45+8 e 78 minutos, e saltou para a liderança isolada da lista de melhores marcadores com 16 golos, mais um do que Pedro Gonçalves (Sporting).

Diogo Gonçalves (38 minutos), Rafa (45) e o uruguaio Darwin Nuñez (89) também assinaram o nome na sexta vitória consecutiva dos ‘encarnados’ na I Liga e sétimo jogo seguido sem sofrer golos.

Apesar do pesado desaire, o Paços de Ferreira segue com conforto no quinto posto, com mais nove pontos do que o Vitória de Guimarães, sexto, que no encontro que abriu a ronda, na sexta-feira, perdeu no Algarve com o Portimonense, por 3-0.

Bem ‘quente’, dentro e fora do relvado, foi o empate entre Boavista e Rio Ave (3-3), no Estádio do Bessa, com Fábio Coentrão, aos 90+3, último minuto dos descontos, a salvar os vila-condenses da derrota.

Durante os festejos, o técnico do Rio Ave, Miguel Cardoso, fez um gesto obsceno, alegadamente para o banco do Boavista, e, já após o apito final, os forasteiros queixaram-se de agressões e insultos verbais por parte de pessoas ligadas aos 'axadrezados' no túnel de acesso aos balneários e também nas imediações do estádio.

O Boavista chegou à vantagem logo aos três minutos, por intermédio de Yusupha, os vila-condenses reagiram e empataram três minutos depois, por Gelson Dala, mas os 'axadrezados' demoraram também apenas três minutos para voltar para a frente do marcador, com novo golo de Yusupha (13).

A equipa boavisteira sofreu um importante revés aos 56 minutos, com a expulsão, por segundo amarelo, de Hamache, que cometeu falta para penálti, mas Pelé falhou a conversão, aos 59. Com mais uma unidade, o Rio Ave chegou a nova igualdade aos 70, através de Carlos Mané, mas Ronan, aos 82, na própria baliza, colocou novamente a equipa da casa na frente.

O Boavista mantém-se acima da zona de despromoção, no 15.º lugar, com 25 pontos, mais um do que o Marítimo, que subiu a 16.º, posto que permite disputar o 'play-off' de manutenção, depois de vencer na Madeira o Farense, por 1-0, com um golo solitário do iraniano Ali Alipour, aos 43 minutos.

O Rio Ave é 12.º classificado, com 28 pontos, e o Farense regressou à zona descida, ocupando agora o 17.º e penúltimo lugar, com 22.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página