ESC ONLINE

Vasco Seabra: «A nossa equipa demonstrou solidariedade e capacidade para pressionar»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Declarações de Vasco Seabra após o Gil Vicente-Moreirense (1-2), jogo da 26.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio Cidade de Barcelos.
Vasco Seabra: «A nossa equipa demonstrou solidariedade e capacidade para pressionar»

"Sabíamos que íamos defrontar uma boa equipa, bem treinada, que tem feito um percurso ascendente. Vinha de três vitórias seguidas, o que mostrava o crescimento do Gil. Mas fomos competentes. A nossa equipa demonstrou solidariedade e capacidade para pressionar, para, a espaços, ser a equipa que queremos que seja. Na primeira parte, não conseguimos pressionar tão à frente como desejávamos. Tivemos umas situações de mau controlo da profundidade. Após o golo do Gil, voltámos a ir para cima. Fomos mais perigosos a partir do momento do empate, porque queríamos muito vencer. No final, estabilizámos, mas não permitimos que o Gil entrasse no nosso último terço.

O [Gonçalo] Franco tem muito talento, muita capacidade para crescer, uma humildade muito grande e a vantagem de fazer parte de um grupo extraordinário. Tenho um grupo incrível. Ajudam-se uns aos outros. Ficam chateados quando não jogam. A resposta é treinarem mais fortes no dia seguinte para causarem dor de cabeça ao treinador. O [Gonçalo] Franco está a merecer pelo que produz em treino. Mas só consegue isso pelos colegas que tem. Está a ter a valorização extraordinária que merece.

Penso que se justifica pela competitividade que a equipa apresenta jogo a jogo. Não olhamos para o facto de jogar em casa ou fora. Em casa, não temos conseguido vencer, mas fora temos conseguido ser competentes. Conseguimos defender os cainhos da baliza. Com esta vontade de vencer tanto fora como em casa, as vitórias sugiram em cinco em sete jogos fora.

O Gil Vicente estava a procurar muito o espaço e não estávamos a fechar esse mesmo espaço [após o 2-1]. Com a entrada do Ferraresi, queríamos virar o jogo outra vez para nós. Fomos pressionantes, mas, ao mesmo tempo, o lateral conseguiu resguardar o espaço.

O nosso compromisso interno de balneário não tem a ver com número de pontos, nem com lugar [na classificação final]. A nossa convicção é a de que temos de lutar todos os dias para chegarmos aos jogos, seremos competitivos e vencer. Vamos dar esse trabalho à Liga para contabilizar os nossos pontos. Vamos dar o máximo até à última semana e ser competitivos. Queremos também ser cada vez mais dominadores, porque temos qualidade. O nosso compromisso é o de jogar com vontade de vencer e valorizar os nossos atletas."

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página