Jorge Jesus: «Hoje, como espetáculo e como emoção, quem viu, ficou agradado»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Declarações de Jorge Jesus no final do jogo Benfica–FC Porto (1-1), da 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Hoje, como espetáculo e como emoção, quem viu, ficou agradado. Principalmente na última meia hora, onde o Benfica criou várias situações de golo.

Na primeira parte, as duas equipas estavam muito fechadas taticamente. O Everton fez o golo numa jogada individual. O FC Porto foi à procura do golo. Na segunda parte, corrigimos, e ela foi toda do Benfica. Depois, há os episódios todos do jogo. Hoje, o árbitro marcou duas grandes penalidades, que depois já não eram. Tudo o que foi de dúvida, a decisão foi contra o Benfica.

O Benfica esteve muito rápido no contragolpe. Criámos várias oportunidades de golo, como a do Taarabt na trave. Depois, há a expulsão que devia ter sido para o Pepe. Quero dar os parabéns aos jogadores do Benfica, fizemos um jogo muito inteligente. Poderíamos ter ganho o jogo.

Quero agradecer o apoio dos adeptos do Benfica, porque tiveram um carinho muito especial desde o Seixal ao estádio da Luz, sabendo que não somos os vencedores deste campeonato.

Vejo muita gente a fazer contas. O Benfica ainda tem uma final, onde pode ganhar dois títulos, porque ainda terá a supertaça. O nosso rival está em segundo, mas não tem nenhum título que possa ganhar. Mas, nada disto apaga o facto do Benfica não ser o primeiro classificado.

Para mim, será sempre uma época perdida. Como disse, temos ainda um título em disputa, que pode dar acesso a outro. Não dou o segundo lugar como perdido. Este resultado serve muito mais os interesses do FC Porto do que os do Benfica. Se o Benfica ficar em segundo, ganhar a Taça de Portugal e Supertaça para mim será uma época perdida.

Também sei porque é que estou neste lugar. Este ano nunca segui o meu adversário. Nunca o vi. Já falei sobre isso e não quero falar mais.

Claro que o árbitro teve influência no resultado. Já não falo em todos os episódios, duas grandes penalidades e o golo anulado, mas a decisão do Pepe é dele. Neste resultado, nós vemos as tendências. É um bom árbitro. Com os anos de arbitragem, os árbitros vão tomando as decisões em função das tendências.

O Benfica deve ser a única equipa do mundo que tem 101 golos e uma grande penalidade. Penso que foi um clássico emotivo, a última meia hora foi ‘super’ acelerada. Não saímos felizes com este resultado. Era importante esta vitória para partilhar com os adeptos, que normalmente só estão com a equipa quando está em primeiro lugar. Eles estiveram com a equipa como se estivéssemos em primeiro lugar.

Matematicamente, para mim, estava decidido. O FC Porto ainda tem possibilidades, mas a equipa que vai à frente (Sporting) está mais confortável.

Para o Benfica, é indiferente se o Sporting venha à Luz como campeão ou a lutar pelo título. Para nós, é indiferente quem seja o primeiro classificado. Faltam três jogos. Foi pena não termos ganho o jogo. Foi um empate, pelo que fizemos, que não merecíamos.

As cinco substituições que fizemos, as três primeiras melhoraram muito a equipa. Gabriel mais agressivo defensivamente, e Taarabt e Darwin no ataque. Os outros dois jogadores entraram já em cima da hora, porque os jogos podem ganhar-se no último segundo.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página