Paços Ferreira: Pepa diz que quer terminar I Liga em quinto, «a cereja no topo do bolo»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador Pepa assinalou hoje que o Paços de Ferreira quer garantir o quinto lugar na I Liga de futebol, após assegurar a qualificação para as competições europeias, e que isso passa por vencer o Marítimo na 32.ª jornada.

"Esta qualificação é um feito histórico e o que foi conseguido aqui é fantástico, mas isto para nós não acabou. Queremos a cereja no topo do bolo, que é garantir o quinto lugar, e isso consegue-se ganhando amanhã [domingo] ao Marítimo", disse Pepa, na conferência de antevisão do jogo de abertura da antepenúltima jornada do campeonato.

O técnico pacense reconheceu ter ficado "muito emocionado" com uma nova presença da equipa nas competições europeias, "um feito histórico" alcançado após a derrota do Santa Clara na visita a Famalicão (1-0), na sexta-feira, mas lembrou que "não há tempo para festejar", até porque "há mais coisas a conquistar".

"Não festejamos derrotas de ninguém, mas [esta qualificação] foi um sonho alcançado e a satisfação é grande. É tão forte entrar em campo a três jornadas do fim e ter as competições europeias garantidas. Vai ficar na história, mas não há tempo para festejos. Queremos a cereja no topo do bolo", insistiu Pepa.

O Paços persegue a 15.ª vitória na I Liga, que será um novo máximo da equipa no principal escalão, e mantém ainda a esperança de superar os 54 pontos, recorde estabelecido em 2012/13.

Para Pepa, a qualificação para as competições europeias começou a ganhar forma "em janeiro do ano passado", na época 2019/20, recordando "o orgulho e privilégio" dos "passos seguros" que foram dados "num dos melhores grupos de trabalho" de que já dispôs.

A ausência de público nas bancadas é o maior lamento do técnico, que não abre o jogo sobre o seu futuro: "O mais importante é o que se fala olhos nos olhos, mas o foco principal é o jogo de amanhã [domingo], A seu tempo, no local certo e na hora certa, iremos falar sobre isso", sublinhou.

Em relação ao Marítimo, ainda a lutar pela permanência, o técnico dos ‘castores' disse ser necessário ao Paços estar no melhor registo para conseguir vencer "uma equipa forte e competitiva".

"[O Marítimo] Tem vindo numa recuperação tremenda, tem boas individualidades e é uma equipa difícil de ‘agredir' no seu processo defensivo. Vamos ter de estar no nosso melhor, mas também queremos muito colocar um carimbo final no quinto lugar", concluiu.

Diaby e os reforços de janeiro David Suahele e Parano são os únicos indisponíveis para Pepa, todos por lesão, e vão ficar de fora do jogo de abertura da 32.ª jornada.

O Paços de Ferreira ocupa o quinto lugar, com 49 pontos, enquanto o Marítimo é 14.º classificado, com 33, cinco de vantagem para os lugares de descida direta e três relativamente ao 16.º, ocupado pelo Boavista, que vai disputar o ‘play-off' de manutenção.

As duas equipas defrontam-se no estádio Capital do Móvel, no domingo, às 15:00, num jogo que terá arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página