Sporting campeão: Sporting 'recusa-se' a assumir maior 'seca' entre 'grandes'

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Sporting ‘estancou’ em 18 o número de épocas consecutivas sem vencer a I Liga portuguesa de futebol, ‘recusando-se’ a ficar a ‘sós’ com o recorde entre os ‘grandes’, que, assim, continua a partilhar com o FC Porto.
Sporting campeão: Sporting 'recusa-se' a assumir maior 'seca' entre 'grandes'

Ao falharem o título entre 2002/03 e 2019/20, os ‘leões’ igualaram o registo dos ‘dragões’, que também tinham vivido idêntica ‘seca’ no século passado, mais precisamente entre 1959/60 e 1976/77.

Os ‘azuis e brancos’ acabaram com a ‘maldição’ em 1977/78, sob o comando de José Maria Pedroto, ao acabarem o campeonato com os mesmos 51 pontos do Benfica, o único ‘vice’ invicto (21 vitórias e nove empates), mas vantagem na diferença de golos.

Quarenta e três depois, o Sporting não ‘quis’ também somar a 19.º época sem vencer a prova, garantindo, a duas jornadas do fim, o seu 19.º título, com um trajeto, para já, sem qualquer derrota (25 vitórias e sete empates).

Para trás, ficam 18 anos de sucessivas frustrações, nos quais os ‘leões’ somaram seis segundos lugares, oito terceiros, três quartos e um sétimo, a sua pior classificação de sempre, em 2012/13.

Em 2006/07 e em 2015/16, os ‘leões’ ainda chegaram à última jornada com possibilidades de vencer a prova, mas não dependiam apenas de si próprios e acabaram batidos por FC Porto e Benfica, respetivamente.

Antes, em 2004/05, o Sporting, de José Peseiro, liderava com duas rondas por disputar, mas ficou fora da corrida na penúltima jornada, ao perder por 1-0 com o Benfica, na Luz, por culpa de um golo do brasileiro Luisão, muito perto fim.

Na presente temporada, o ‘onze’ de Rúben Amorim cedo mostrou que tudo poderia ser diferente, assumindo a liderança logo à sexta jornada, para não mais a perder, chegando a ter várias vezes 10 pontos de avanço sobre o segundo.

Na parte final os ‘leões’ ainda ‘tremeram’, com três empates em quatro jogos, entre as rondas 25 e 28, que permitiram ao FC Porto colocar-se a escassos quatro pontos, mas a 29.ª ronda ‘acalmou as ‘hostes’ em Alvalade.

Em Braga, o Sporting ficou muito cedo com 10, devido à expulsão de Gonçalo Inácio, e, numa tática muito arriscada, remeteu-se à defesa, mas, num raro ataque, num livre, Matheus Nunes selou uma vitória determinante, até porque, na mesma jornada, o FC Porto ‘tropeçou’ em Moreira de Cónegos.

O treinador pelo qual o Sporting pagou 10 milhões de euros ao Sporting de Braga conseguiu, assim, voltar a fazer o Sporting ‘rimar’ com campeão, algo inédito desde 2001/02: ainda assim, são apenas dois títulos em 20 anos e três em 39.

O Sporting sagrou-se hoje campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32.ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os ‘leões’ somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página