Sp. Braga: Carlos Carvalhal admite que esperava ter mais pontos nesta altura

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador do Sporting de Braga, Carlos Carvalhal, disse hoje que pensava ter mais pontos nesta altura e considerou que a I Liga de futebol foi a prova em que os minhotos ficaram «mais aquém».
Sp. Braga: Carlos Carvalhal admite que esperava ter mais pontos nesta altura

Prometendo revelá-la na próxima conferência de imprensa, Carlos Carvalhal declarou, na antevisão da receção de sexta-feira ao Moreirense, da 33.ª jornada, que tinha uma meta pontual para este campeonato, que não será atingida.

"Se pensava ter mais pontos nesta altura? Pensava. Estivemos envolvidos em quatro competições e esta foi a competição em que ficámos mais aquém, podíamos ter feito mais pontos. Há explicações para isso, mas ainda assim podíamos ter feito mais pontos", disse.

Após quatro jogos seguidos sem ganhar (duas derrotas e dois empates), Carlos Carvalhal quer uma resposta diante do Moreirense, considerando que a equipa já melhorou de produção com o Gil Vicente, na última ronda (1-1).

"Foi uma evolução significativa a todos os níveis em relação a um ponto de partida mau, com o Paços de Ferreira [1-1]. A atitude e entrega foram boas, a reação à perda de bola foi excelente, na circulação de bola podemos melhorar, queremos fazer mais e melhor. Pensamos que vamos evoluir e ficar mais próximos do que a equipa realmente vale, diante de um Moreirense que tem um treinador com um futebol positivo, que procurar jogar para vencer os jogos e está a fazer uma boa campanha", disse.

A final da Taça de Portugal, com o Benfica, é daqui a 10 dias (23 de maio, em Coimbra), mas o treinador quer a equipa a pensar apenas nos dois jogos do campeonato, até porque, notou, os adversários dos minhotos, Moreirense e Portimonense, estão a competir por objetivos (Liga Conferência, nova prova europeia, e a permanência, respetivamente).

"Temos que respeitar o Braga e jogar sempre para vencer, isso é inegociável. Não vou deixar que isso [pensar já na final da Taça] aconteça. Defender a camisola do Braga tem uma obrigação e uma exigência muito grandes, jogar nos limites até num particular", afirmou.

Questionado sobre se pondera fazer descansar alguns jogadores para esse embate com os ‘encarnados' ou rodar mais a equipa, disse não ter "uma resposta direta" para isso: "há jogadores que necessitam de jogar permanentemente, outros que precisam de fazer uma pausa aqui e ali".

O treinador saudou ainda o Sporting pela conquista do campeonato nacional.

"Foi um justo vencedor, da minha parte, do grupo de trabalho e do Sporting de Braga, endereço os parabéns ao Sporting por ser o novo campeão", disse.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 60 pontos, e Moreirense, nono, com 40, defrontam-se a partir das 21:15 de sexta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por João Bento, da associação de Santarém.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página