Mercado: Defesa brasileiro Henrique deixa Belenenses SAD e ruma ao Coritiba

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O defesa central brasileiro Henrique deixou o Belenenses SAD com duas jornadas por disputar na I Liga portuguesa de futebol e rumou ao Coritiba, anunciou hoje o clube ‘canarinho’ através das redes sociais.
Mercado: Defesa brasileiro Henrique deixa Belenenses SAD e ruma ao Coritiba

Depois de uma temporada como titular indiscutível no centro da defesa da formação lisboeta, pela qual disputou 27 encontros – 25 na I Liga e dois na Taça de Portugal -, Henrique Buss regressa ao clube da sua formação, que atualmente disputa o segundo escalão do campeonato brasileiro.

Em 2006, o experiente defesa, de 34 anos, estreou-se como sénior no clube do Paraná, transferindo-se, dois anos depois, para o Palmeiras, antes das primeiras aventuras no continente europeu, ao serviço dos alemães do Bayer Leverkusen e dos espanhóis do Racing Santander, ambos por empréstimo do FC Barcelona, onde nunca jogou.

Em 2011, ainda por empréstimo dos catalães, regressou ao Palmeiras, que o adquiria em definitivo no ano seguinte, mas, em 2013/14, os italianos do Nápoles seriam a segunda aventura de Henrique na Europa, ao mesmo tempo que se tornava internacional ‘canarinho’, tendo inclusivamente disputado um jogo do Mundial2014, em solo brasileiro.

Regressaria então novamente ao país de origem, para representar, em duas temporadas cada, o Fluminense e o Corinthians, tendo ingressado no Al Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes Unidos, em 2019/20, na época anterior ao ingresso no Belenenses SAD.

No passado domingo, Henrique já tinha confirmado, em conferência de imprensa, o interesse do Coritiba, embora realçando o empenho no Belenenses SAD até a transferência se consumar, o que acabou por acontecer poucos dias depois.

O brasileiro revelou ter falado com o presidente Rui Pedro Soares, que o escutou “de coração aberto”, tendo ficado “muito feliz com o interesse e [no facto] de poder voltar” ao clube que o formou e pelo qual tem “um carinho muito grande”, numa opção que foi sua.

“Fui muito bem recebido [no Belenenses SAD] desde o primeiro dia. Formámos uma família muito unida e forte, foi dos melhores grupos que apanhei no futebol. Só levo coisas boas, até mesmo do futebol português, que está sempre a evoluir e viu-se neste campeonato, que não tem jogos fáceis”, sublinhou na altura.

O Belenenses SAD, que ocupa o oitavo posto da I Liga portuguesa de futebol, com 40 pontos, tem a manutenção assegurada e situa-se a apenas dois pontos da sexta posição, que dá acesso às competições europeias, quando faltam duas jornadas para o término do campeonato.

Os ‘azuis’ recebem o Santa Clara, adversário direto na luta pela Europa, com a mesma pontuação, no domingo, em jogo da 33.ª e penúltima ronda realizado no Estádio Nacional, em Oeiras, às 17:00.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página