Sp. Braga: Competitividade do Braga chega para «acabar bem a época e vencer a Taça»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O treinador Carlos Carvalhal disse hoje que se o Sporting de Braga mantiver a atual competitividade «vai ser suficiente para acabar bem a época e vencer a Taça de Portugal» de futebol, frente ao Benfica.
Sp. Braga: Competitividade do Braga chega para «acabar bem a época e vencer a Taça»

Os minhotos, que disputam com os ‘encarnados’ a final da Taça de Portugal no domingo, deslocam-se ao Algarve para defrontar o Portimonense - que ainda tem que ‘carimbar’ a permanência na I Liga -, na quarta-feira, em jogo da 34.ª e última jornada da prova.

"Se até nos jogos particulares, o Braga joga sempre com a obrigatoriedade de ganhar, em jogos oficiais tem que ser assim também. Compete-nos ser competitivos e jogar para vencer", frisou Carlos Carvalhal, em conferência de imprensa.

O técnico deixou no ar a possibilidade de fazer algumas alterações na equipa habitualmente titular, mas afirmou que "não há titulares nem suplentes" no Sporting de Braga.

"Já fizemos alterações várias vezes e o padrão não se alterou, todos estão aptos para jogar e queremos salvaguardar a integridade da competição. Vamos apresentar uma equipa competitiva e há jogadores que vão repetir o último ‘onze'", assegurou.

Carlos Carvalhal fez ainda um balanço positivo da temporada, tendo defendido que o Sporting de Braga foi uma "equipa de iniciativa, de abordagem positiva e ofensiva, extremamente audaz, reconhecida pela crítica e pelos outros treinadores" e que isso causa "mais desgaste do que uma equipa de espera", pois tem uma "taxa de esforço muito maior".

O treinador considerou que a equipa teve uma "boa prestação" na Liga Europa, tendo feito "grandes jogos" e sido eliminada por "um semifinalista muito forte, como a Roma" e lembrou o percurso na Taça da Liga, em que disputou a final com o Sporting (derrota por 1-0), depois de ter eliminado o Benfica nas meias-finais, tendo expressado o desejo de "finalizar bem a época, vencendo a Taça de Portugal".

No campeonato, admitiu que a equipa podia "ter feito mais", mas recordou o desgaste acumulado em janeiro e fevereiro, considerando que pagou esse esforço no último terço da prova. Nessa fase, além dos resultados menos positivos, o nível exibicional da equipa foi inferior, facto que Carlos Carvalhal desvalorizou, defendendo que essa análise depende muito da "perspetiva".

"Houve jogos em que empatámos e podíamos ter ganho, porque criámos várias oportunidades de golo. Com o empate, fica uma perceção mais negativa [nos adeptos], percebo isso. A equipa mudou um pouco a sua configuração, os jogadores são outros [em relação ao início da época], houve saídas e muitas baixas ao longo do ano que mudaram a face da equipa. Mas a equipa manteve os níveis de competitividade muito altos e acreditamos que essa competitividade vai ser suficiente para terminar bem a época em Portimão e para vencer a Taça de Portugal", disse.

O treinador, que recusou avaliar o peso da saída de Paulinho para o Sporting, no final de janeiro, na forma de jogar da equipa, disse ainda que a, dada altura, houve a expectativa que a equipa conseguisse acompanhar Benfica e FC Porto.

"Quando chegámos ao segundo e terceiro lugares, temos a expectativa de acompanhar o Benfica e o FC Porto até ao final, não o Sporting, que disparou. Por este ou aquele motivo, questões técnicas, de desgaste da equipa, surgiu uma quebra, que podia ter sido no início ou a meio da época, mas numa altura em que as expectativas eram muito elevadas", notou.

Para Carlos Carvalhal, "a diferença [para os três ‘grandes'] está lá, mas tem sido atenuada", tendo lembrado as eliminações de Benfica e FC Porto das taças da Liga e de Portugal, respetivamente.

"Isso significa que podemos dar mais um passo na próxima época para nos equilibrarmos com essas equipas. Esta época foi um passo firme, mas temos agora que refletir sobre o que correu menos bem no último terço para fazer melhor na Liga", disse.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 63 pontos, e Portimonense, 14.º, com 34, defrontam-se a partir das 20:00 de quarta-feira, no Portimão Estádio, jogo que será arbitrado por Luís Godinho, da associação de Évora.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página