Europeu-2020: Álvaro Magalhães alerta para eventual surpresa da Hungria

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O ex-internacional português e treinador Álvaro Magalhães considera que a Hungria, uma das coanfitriãs do Euro2020, pode surpreender a seleção portuguesa de futebol na estreia do Grupo F, pelo que será preciso respeitá-la.
Europeu-2020: Álvaro Magalhães alerta para eventual surpresa da Hungria

Em declarações à agência Lusa, o antigo jogador de Académica, Benfica, Estrela da Amadora e Leixões indicou também que "a base" da atual campeã europeia "já está definida e não há que mexer muito".

"Há sempre um nervosismo. Mas, quando entram em campo, as coisas tornam-se mais fáceis. É um adversário que, à partida, as seleções mais fortes pensam que é mais fraca, mas, na estreia, as equipas não favoritas são capazes de surpreender", afirmou Álvaro Magalhães, advertindo que "Portugal terá que respeitar muito" a seleção magiar.

Para o antigo defesa, de 60 anos, que somou 20 internacionalizações de ‘quinas' ao peito e esteve presente no Euro84, tendo sido opção nos quatro jogos, a equipa de Fernando Santos "tem todas as condições para fazer uma boa prova", sendo que, para que tal aconteça, terá de encarar os desafios com "muita humildade e concentração".

O encontro inaugural do Grupo F está agendado para terça-feira, no Estádio Ferenc Puskas, em Budapeste, o único dos 11 palcos autorizados a preencher a lotação máxima (67.000 espetadores), algo que Álvaro Magalhães considera bom para Portugal.

"Com público é que os jogadores se sentem bem. Para Portugal, até é bom. Os jogadores gostam de público. Sem público, o futebol é triste e Portugal prefere ter público nas bancadas", observou.

Quanto à equipa a apresentar no torneio, o ex-internacional é claro, ao dizer que "têm de jogar os melhores".

"Os jogadores já sabem. A seleção já tem uma base bem definida, jogam sempre os melhores e não há que mexer muito. Todos querem jogar, mas os selecionadores têm que ter o ‘onze’ bem definido e sempre o mais forte para ganhar", argumentou.

Álvaro Magalhães lembra que "já é importante e um privilégio os jogadores serem convocados para o Campeonato da Europa", no qual Portugal vai procurar atingir a final, que considera ser o "objetivo".

A fase final do Euro2020 arrancou na sexta-feira e prolonga-se até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países, depois ter sido adiada por um ano devido à pandemia de covid-19.

Portugal integra o Grupo F e vai defrontar a Hungria (terça-feira, em Budapeste), Alemanha (sábado, em Munique) e França (23 de junho, em Budapeste).

No segundo Europeu consecutivo com 24 equipas, os dois primeiros classificados dos seis grupos e os quatro melhores terceiros seguem para os oitavos de final.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 11 de Junho de 2021
Turquia - Itália, 0 - 3

Sábado, 12 de Junho de 2021
País de Gales - Suíça, 1 - 1
Dinamarca - Finlândia, 0 - 1
Bélgica - Rússia, 3 - 0

Domingo, 13 de Junho de 2021
Inglaterra - Croácia, 1 - 0
Áustria - Macedónia do Norte, 3 - 1
Holanda - Ucrânia, 3 - 2

Segunda-feira, 14 de Junho de 2021
Escócia - Rep. Checa, 0 - 2
Polónia - Eslováquia, 1 - 2
Espanha - Suécia, 0 - 0

Terça-feira, 15 de Junho de 2021
Hungria - Portugal, 0 - 3
França - Alemanha, 1 - 0

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página