Europeu-2020: Golo de Dito, 'golão' de Carlos Manuel e 'hat-trick' de Conceição

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Um golo do malogrado Dito, no Restelo, um ‘golão’ de Carlos Manuel, em Estugarda, e um ‘hat-trick’ de Sérgio Conceição, em Roterdão, ‘escreveram’ as três únicas vitórias da seleção portuguesa de futebol face à Alemanha, em 18 jogos.
Europeu-2020: Golo de Dito, 'golão' de Carlos Manuel e 'hat-trick' de Conceição

No sábado, em Munique, Portugal vai ter pela frente um dos adversários historicamente mais complicados, uma ‘mannschaft’ que Portugal só bateu em três ocasiões (16,7%), somando mais cinco empates e 10 derrotas, com 16 golos marcados e 29 sofridos.

Quatro dos desaires aconteceram nos derradeiros quatro jogos e, como o próximo – para a segunda jornada do Grupo F do Euro2020 – em fases finais, sendo que o último foi uma goleada por 4-0, no Mundial de 2014, no Brasil.

Em Salvador, um ‘hat-trick’ de Thomas Müller, com tentos aos 12, 45+1 e 78 minutos, o primeiro de grande penalidade, e um golo de Mats Hummels, aos 32, selaram o pesado desaire da formação das ‘quinas’, num jogo também marcado pela expulsão de Pepe, aos 37.

Rui Patrício, Pepe, João Moutinho e Cristiano Ronaldo foram titulares nesse encontro, disputado em 16 de junho de 2014, e podem repetir a presença no ‘onze’, tal como Müller e Hummels, que regressaram à seleção alemã para o Euro2020, Neuer e Kroos.

Em Europeus, e com o mesmo quarteto luso presente, o derradeiro encontro aconteceu na abertura da edição de 2012, em Lviv, na Ucrânia, e a Alemanha também se impôs, mas apenas por 1-0, com um tento apontado por Mario Gómez aos 73 minutos.

Os dois conjuntos também se defrontaram no Europeu anterior, desta vez a eliminar, com a Alemanha a impor-se por 3-2, nos quartos de final, em Basileia, com tentos de Bastian Schweinsteiger, Miroslav Klose e Michael Ballack.

Nuno Gomes e Hélder Postiga apontaram os tentos do ‘onze’ luso, que esteve a perder por 2-0 e 3-1, num embate disputado em 19 de junho de 2008.

Dois anos antes, com a Alemanha como ‘anfitriã’, cenário que se repetirá no sábado, Portugal perdeu por 3-1 o jogo de ‘consolação’ do Mundial de 2006.

Em Estugarda, um ‘bis’ de Schweinsteiger e um autogolo de Petit deram o terceiro lugar à Alemanha, enquanto Nuno Gomes marcou o golo de Portugal, que conseguiu a sua segunda melhor classificação de sempre, depois do ‘bronze’ de 1966.

No que respeita a fases finais, nem tudo são, porém, tristezas no confronto com os germânicos, pois, no Euro2000, Portugal ganhou por 3-0, com um inesquecível ‘hat-trick’ de Sérgio Conceição, atual treinador do FC Porto.

Em 20 de junho de 2000, na ‘banheira’ de Roterdão, a formação das ‘quinas’, já com lugar assegurado nos ‘quartos’, apresentou uma equipa de ‘reservas’, de ‘luxo’, e eliminou os germânicos, no dia da despedida da ‘mannschaft’ do histórico Lothar Matthäus.

Portugal defrontou também a Alemanha, então RFA, na estreia em Europeus, em 1984, conseguindo em Estrasburgo, em 14 de junho, um empate a zero, face aquela que era então a campeã em título, com Schumacher, Briegel, Matthäus, Rummenigge ou Völler.

No que respeita a vitórias, e além da selada por Sérgio Conceição, Portugal conseguiu a primeira em 23 de fevereiro de 1983, por 1-0, num particular disputado no Restelo e resolvido com um tento do central Dito, que faleceu o ano passado.

O segundo e penúltimo triunfo foi bem mais importante, e está gravado na história como um dos mais emblemáticos da história lusa, tendo sido conseguido em Estugarda, em 16 de outubro de 1985, com um golo ‘monumental’ de Carlos Manuel e várias bolas nos ‘ferros’ da baliza defendida pelo ‘gigante’ Bento.

O ‘deixem-me sonhar’ do então selecionador José Torres parecia impossível de concretizar, mas, nesse dia, a Checoslováquia deu uma ajuda, ao bater a Suécia, e depois Portugal concretizou o ‘milagre’ do apuramento para o Mundial de 1986 - a RFA jamais havia perdido um jogo em casa na qualificação para Mundiais.

Nos outros encontros, destaque ainda para a ‘roubalheira’ que impediu Portugal de lograr outra memorável vitória, em 06 de setembro de 1997, em Berlim, onde o árbitro francês Marc Batta expulsou inacreditavelmente Rui Costa com o segundo amarelo quando este se dirigia para fora do campo para ser substituído.

Os comandados de Artur Jorge lideravam, com um golo de Pedro Barbosa, mas Batta, com aquela decisão inexplicável, arredou Portugal do triunfo – Ulf Kirsten fez o 1-1 final - e do Mundial de 1998, o último em que não esteve presente.

O 19.º encontro entre Portugal e a Alemanha, da segunda jornada do Grupo F da fase final do Euro2020, está marcado para sábado, no Allianz Arena, em Munique, às 18:00 locais (17:00 em Lisboa).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página