Síntese: Itália vence País de Gales, mas estão ambos apurados, Suíça fica à espera

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A seleções de Itália e da Suíça venceram hoje o País de Gales e a Turquia, por 1-0 e 3-1, respetivamente, no grupo A do Euro2020 de futebol, mas os italianos estão apurados e os suíços ainda não.
Síntese: Itália vence País de Gales, mas estão ambos apurados, Suíça fica à espera

Os italianos confirmaram o excelente desempenho nos dois primeiros jogos frente à Turquia e à Suíça, com nova vitória frente ao País de Gales, por 1-0, garantindo o primeiro lugar do grupo A com três vitórias, sete golos marcados e zero sofridos.

Todavia, os galeses, apesar da derrota frente à melhor equipa do grupo, asseguraram também o segundo lugar e o respetivo apuramento para os oitavos de final, com quatro pontos, os mesmos da Suíça, mas com vantagem na diferença entre golos marcados e sofridos (3:2 para o País de Gales contra 4:5 para a Suíça), esperando agora pelo segundo classificado do grupo B para a eliminatória que se vai jogar em Amesterdão, em 26 de junho.

Um desvio oportuno de Matteo Pessina, aos 39 minutos, garantiu um triunfo justo da equipa que mais atacou e mais perigo criou, apesar do País de Gales ter criado um par de oportunidades para bater o guarda-redes Donnarumma e lutado pela igualdade até ao fim.

Ao repetir o pleno de vitórias da fase de grupos do Euro2000, a formação transalpina alargou a série invencível para 30 jogos e vai defrontar, nos oitavos de final, o segundo classificado do grupo C, em 26 de junho, em Londres, o que a obriga a sair pela primeira vez de Roma.

Com um trio defensivo formado por Rodon e pelas ‘novidades' Gunter e Ampadu, além de um ataque com Ramsey posicionado no apoio a Bale e a Daniel James, o País de Gales começou o desafio a pressionar os ‘anfitriões' em zonas adiantadas, mas a supremacia italiana começou a vislumbrar-se a partir do minuto 10, acentuando-se até ao intervalo.

Apesar das oito mudanças no ‘onze', mantendo-se Donnarumma, Bonucci e Jorginho como titulares face à vitória sobre a Suíça (3-0), a equipa treinada por Roberto Mancini, disposta num sistema tático 4x3x3, apresentou, à semelhança dos jogos anteriores, mecanismos capazes de desequilibrar o adversário.

Com Marco Verratti proativo na busca do tempo e do espaço certo para desmarcar os jogadores mais adiantados, a Itália ameaçou o golo por Belotti, num lance em que o avançado falhou o desvio final, aos 13 minutos, e num remate cruzado ao lado, aos 23.

O cabeceamento de Gunter por cima, ao minuto 27, foi a exceção ao crescente domínio transalpino, materializado no golo de Matteo Pessina, após alguns lances desperdiçadas: na resposta a um livre de Verratti, o médio da Atalanta desviou a bola com a perna direita, ao primeiro poste, e colocou-a junto ao poste mais distante, fora do alcance de Danny Ward.

Depois de ter ameaçado o segundo golo num livre direto de Bernardeschi ao poste esquerdo, aos 53 minutos, e de ter visto Ramsey desperdiçar uma ocasião para o empate, aos 54, a Itália ficou em situação teoricamente ainda mais favorável aos 55, quando Ampadu derrubou Bernardeschi com um ‘pisão' no tornozelo e viu o cartão vermelho direto, deixando o País de Gales reduzido a 10 elementos.

Perante um adversário que lutou até ao fim pelo empate, e quase o conseguiu, por Bale, aos 75 minutos, os italianos dominaram quase sempre as operações e seguraram a vantagem

Já a Suíça, embalada com um ‘bis' de Shaqiri, bateu a Turquia, por 3-1, e conserva as esperanças de qualificação para os oitavos de final, ao mesmo tempo que colocou os turcos fora da competição.

Com um golo madrugador do Seferovic, jogador do Benfica, logo aos seis minutos, e os tentos de Shaqiri (26 e 68), os suíços foram quase sempre mais dominadores num jogo muito movimentado, perante um adversário que apontou o seu golo de honra, por Kahveci, aos 62, insuficiente para impedir a terceira derrota e último lugar no grupo A.

Os turcos deixam este campeonato da Europa como uma das desilusões, com zero pontos, oito golos sofridos a apenas um marcado, enquanto a Suíça vai ter de esperar para ver se segue em frente como um dos terceiros melhores classificados.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página