Copa América: Argentina bate Paraguai e isola-se na liderança do Grupo A

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A Argentina ascendeu na segunda-feira à liderança do Grupo A da Copa América em futebol, ao vencer o Paraguai por 1-0 e beneficiar do empate do Chile com o Uruguai (1-1), na terceira jornada.
Copa América: Argentina bate Paraguai e isola-se na liderança do Grupo A

Em Brasília, a formação ‘albi-celeste’, que como os chilenos assegurou um lugar nos quartos de final, resolveu o encontro logo aos 10 minutos, com um tento de Alejandro ‘Papu’ Gómez, uma das seis novidades no ‘onze’ de Lionel Scaloni.

Os argentinos, que começaram com um empate com o Chile (1-1), deram, assim, sequência ao triunfo por 1-0 sobre o Uruguai, colocando-se em excelente posição para ganhar o agrupamento, já que fecham com a Bolívia, na próxima segunda-feira.

A formação de Scaloni entrou muito bem no encontro, com Papu Gómez a atirar por cima num ‘tiro’ de fora da área, aos seis minutos, e Agüero a desperdiçar escandalosamente, aos sete, depois de isolado de forma involuntária por Piris da Motta.

O golo dos argentinos acabou por chegar aos 10 minutos, com Messi a arrancar do seu meio-campo, a ‘galgar’ metros e a colocar a bola em Di María, que, com um passe de mestre, isolou Papu Gómez, para este fazer um ‘chapéu’ à saída de Antony Silva.

Messi, que igualou o recorde de Javier Mascherano de 147 jogos pela Argentina, voltou a criar perigo aos 18 minutos, num livre direto à entrada da área que saiu ao lado do poste direito, enquanto o Paraguai só apareceu aos 20, numa insistência e dois remates devolvidos pela defesa argentina.

Até ao intervalo, destaque para um golo anulado à Argentina, já nos descontos, aos 45+1 minutos, por fora de jogo de Messi na altura em que Di María rematou para boa defesa de Antony Silva. A jogada prosseguiu e acabou em autogolo, que não valeu.

Na segunda parte, nenhuma das equipas conseguiu criar uma verdadeira oportunidade de golo, com a Argentina, a cumprir o seu terceiro jogo, mais preocupada em defender e o Paraguai, a disputar o segundo, a querer, mas a não conseguir.

Antes, em Cuiabá, o Chile falhou o segundo triunfo, mas manteve a invencibilidade, ao empatar 1-1 com o Uruguai.

A formação chilena adiantou-se no marcador na primeira parte, aos 26 minutos, por intermédio de Eduardo Vargas, mas, na segunda, aos 66, os uruguaios restabeleceram a igualdade, com um golo na própria baliza de Arturo Vidal.

Vargas, um verdadeiro ‘especialista’ em Copa América, apontou o seu 14.º golo na competição, igualando no quinto lugar dos melhores marcadores de sempre o peruano Paolo Guerrero e colocando-se a apenas três dos líderes, o argentino Noberto Méndez e o brasileiro Zizinho, ambos autores de 17.

Após a terceira jornada, lidera a Argentina, com sete pontos (três jogos), contra cinco do Chile (três), três do Paraguai (dois), um do Uruguai (dois) e nenhum da Bolívia (dois).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página