Crónica: Boavista bate Portimonense e ruma à fase de grupos da Taça da Liga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Boavista, da I Liga, apurou-se hoje para a fase de grupos da Taça da Liga de futebol, ao triunfar na receção ao também primodivisionário Portimonense, por 2-0, no derradeiro encontro da segunda fase da prova.
Crónica: Boavista bate Portimonense e ruma à fase de grupos da Taça da Liga

Numa noite chuvosa no Estádio do Bessa, que voltou a ter público ao fim de 17 meses, Tiago Morais ‘bisou’, aos oito e 73 minutos, superando João Vieira Pinto (18 anos e 21 dias) como o mais novo de sempre (17 anos e 332 dias) a marcar pelos ‘axadrezados’.

Em pleno dia de comemoração do 118.º aniversário, e uma semana após ter eliminado o Marítimo (1-0), o Boavista alcançou a fase de grupos da Taça da Liga pela segunda vez em nove presenças.

Já o Portimonense, que tinha vencido a Académica, da divisão inferior, na ronda anterior (2-1), ficou cedo arredado da competição profissional mais jovem do futebol nacional, na qual foi semifinalista em 2015/16, a uma semana do início da edição 2021/22 da I Liga.

Os anfitriões entraram enérgicos e celebraram aos oito minutos, quando Ricardo Mangas descobriu na esquerda Yusupha, que cruzou rasteiro para uma emenda em esforço de Tiago Morais ao segundo poste, contrariando o equilíbrio dominante na primeira parte.

Em fase de afinação de plantéis e rotinas, as duas equipas mostraram poucas soluções para desequilibrar no último terço, tirando uma investida algarvia aos 28 minutos, com Rafael Bracali a antecipar-se a um passe em rutura de Carlinhos para Renato Júnior.

O Portimonense, que teve o treinador Paulo Sérgio a cumprir castigo, tentou acelerar a circulação de bola no reatamento, mas mostrou-se inofensivo perante a coesão de um Boavista repleto de juventude, impedido de inscrever reforços e com figuras ausentes.

Sem sobressaltos defensivos, o conjunto de João Pedro Sousa fechou as contas aos 73 minutos, com Tiago Morais, livre de marcação, a aproveitar o desvio imperfeito de Willyan a um cruzamento do canhoto Yanis Hamache para bater novamente Samuel Portugal.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página