LC: Jorge Jesus com vantagem alargada sobre Rui Vitória

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Jorge Jesus tem uma vantagem clara nos confrontos futebolísticos com Rui Vitória, com as suas equipas a somarem mais nove vitórias (13 contra quatro) e 24 golos (37 contra 13), em vésperas do 22.º ‘duelo’.
LC: Jorge Jesus com vantagem alargada sobre Rui Vitória

No que será o primeiro confronto sem ser em provas nacionais, Vitória, ao comando dos russos do Spartak Moscovo, recebe Jesus, que regressou na época passada ao Benfica, na primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões em futebol.

Os dois treinadores lusos não se defrontam desde a época 2017/18, sendo que, então, Jesus comandava o Sporting e Rui Vitória o Benfica: em 05 de maio de 2018, na ronda 33 da I Liga, empataram a zero, em Alvalade... e deram o título ao FC Porto.

Esse confronto foi o oitavo que disputaram com essas ‘cores’, num ‘duelo’ que fez ‘faísca’, nas palavras, sobretudo na primeira época, a de 2015/16, a primeira de Jesus no Sporting, depois de seis anos no Benfica, no qual foi substituído por Vitória.

Numa série de conferências de imprensa para a ‘lenda’, Jesus falou de um Ferrari que Vitória não tinha mãos para conduzir, deu sempre a entender que aquele Benfica ainda era o ‘seu’ e chegou a dizer que nem o considerava treinador.

O então técnico do Sporting foi-se, ainda por cima, alimentando nos resultados, já que venceu nas primeiras três vezes que defrontou o Benfica, começando logo com um 1-0 no Algarve, para arrebatar a Supertaça Cândido de Oliveira.

Depois, logrou a mais emblemática das suas vitórias sobre Rui Vitória: em 25 de outubro de 2015, na oitava ronda da I Liga 2015/16, os ‘leões’ ganharam por 3-0, no regresso de Jesus à Luz, com três golos nos primeiros 36 minutos.

Menos de um mês depois, o Sporting voltou a vencer, desta vez em casa, por 2-1, após prolongamento, nos oitavos de final da Taça de Portugal, com Vitória, então, a clamar contra a arbitragem, dizendo que não queria “ser comido de cebolada” e pedindo “respeito” para com o Benfica e os seus jogadores.

Depois de três desaires, Rui Vitória, que nunca mais perdeu qualquer embate face a Jorge Jesus, conseguiu, a sua ‘vingança’, ao vencer em Alvalade por 2-1, em 05 de março de 2016, na 25.ª jornada da I Liga: um golo de Mitroglou permitiu ao Benfica roubar a liderança ao Sporting e seguir, imparável, rumo ao título.

No primeiro jogo da época seguinte, Rui Vitória logrou nova vitória, agora na Luz, por 2-1, com tentos do argentino Salvio e do mexicano Jiménez e os últimos três encontros acabaram empatados, todos para o campeonato.

Enquanto Jesus esteve na Luz (2009/10 a 2014/15), e com Vitória ao serviço de Paços de Ferreira e Vitória de Guimarães, a superioridade do agora regressado técnico dos ‘encarnados’ foi clara, com 10 vitórias, um empate e apenas duas derrotas.

Ainda assim, o atual treinador do Spartak Moscovo logrou um triunfo marcante, ao vencer as ‘águias’, na liderança dos vitorianos, na final da edição 2012/13 da Taça de Portugal.

Em 26 de maio de 2013, no Jamor, o Benfica, muito marcado por dois desaires nos descontos, face Chelsea (final da Liga Europa) e FC Porto (golo de Kelvin que decidiu o campeonato), ainda esteve a vencer, com um tento de Gaitán (30), mas Soudani (79) e Ricardo (81) deram o triunfo ao ‘onze’ de Rui Vitória.

Por seu lado, Jesus selou face a Vitória o título de 2014/15, com um empate a zero no D. Afonso Henriques, e também o triunfo na final da Taça da Liga de 2010/11 - 2-1 ao Paços de Ferreira, com tentos de Franco Jara e Javi García.

O 22.º embate entre Rui Vitória, de 51 anos, e Jorge Jesus, de 67, está marcado para quarta-feira, em Moscovo, a contar para a primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões em futebol.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página