loading

I Liga 2021/22: Gil Vicente com permanência como objetivo e muitas mudanças

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Gil Vicente, que mantém o treinador Ricardo Soares e registou muitas alterações no seu plantel, tem na manutenção na I Liga de futebol o principal objetivo para a temporada 2021/22.
I Liga 2021/22: Gil Vicente com permanência como objetivo e muitas mudanças

Depois da época razoavelmente tranquila em 2020/21, ainda que com um mau começo que ditou mesmo a mudança de treinador à sétima jornada (saiu Rui Almeida e entrou o atual técnico), com um 11.º lugar (39 pontos) e a permanência garantida antes da última jornada, Ricardo Soares, que renovou até 2022/23 pelos gilistas, vai ter que mexer em todos os setores e refazer uma equipa que pretende “com um ADN muito próprio”.

“A pré-época serviu, fundamentalmente, para criar os valores que pretendemos que cimentem uma determinada forma de estar. Vejo os jogadores com muita vontade de crescer, com grande responsabilidade e sentido de compromisso e é isso que queremos, que a equipa cresça para atingir os objetivos que o clube nos propôs e que temos a responsabilidade de concretizar”, afirmou, recentemente, o treinador à televisão do clube.

Entre a dezena e meia de reforços, destaque para o experiente guarda-redes russo Kritciuk (ex-Belenenses SAD), o lateral-direito Zé Carlos (emprestado pelo Sporting de Braga), o defesa central Lucas Cunha (ex-Sporting de Braga, jogou na última época no Celta de Vigo), os médios Jean Irmer (ex-Marítimo) e Aburjania (internacional arménio ex-Cartagena, de Espanha), os avançados Bilel (ex-Farense) e Murilo (ex-Sporting de Braga, jogou na época passada nos espanhóis do Maiorca), ou o ponta de lança Fran Navarro (ex-Valencia B, Esp.).

O plantel registou saídas de vários jogadores importantes, como o guarda-redes Denis, o lateral direito Joel Pereira, os defesas centrais Rodrigão e Ygor Nogueira, os médios Lucas Mineiro e Claude Gonçalves ou os avançados Lourency e Pedro Marques.

Após a recente eliminação da Taça da Liga, às ‘mãos’ do Paços de Ferreira, no desempate por grandes penalidades, Ricardo Soares disse esperar “um campeonato extremamente difícil para o Gil Vicente”.

Contudo, e apesar desse desaire, o técnico gilista referiu que a “evolução” dos jogadores e da equipa dá “confiança para o futuro” e “alento para continuar a trabalhar e melhorar a equipa”, considerando que esta tem uma grande margem de crescimento.

A equipa de Barcelos começa o campeonato como acabou o anterior, recebendo o Boavista, na segunda-feira (20:15).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página