loading

I Liga 2021/22: Marítimo revolucionado aponta a objetivo assente em três etapas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

O Marítimo marca presença pela 42.ª vez na I Liga portuguesa de futebol, com vontade de alterar um passado recente de lutas pela manutenção até ao último suspiro, promovendo para esse efeito uma verdadeira revolução no plantel.
I Liga 2021/22: Marítimo revolucionado aponta a objetivo assente em três etapas

Após ter vivido momentos complicados nas últimas épocas, a lutar pela permanência na I Liga até escassas jornadas do fim, o Marítimo foi uma das equipas que mais alterações realizou no plantel.

Foram 16 o número de saídas do conjunto madeirense em relação à época 2020/21, cinco por final de contrato, casos do guarda-redes Amir e de René Santos, Jean Cléber, Correa e Rodrigo Pinho.

Os guarda-redes Caio Secco e Charles, Marcelo Hermes, Lucas Áfrico, Kerkez, Karo, Jean Irmer, Diego Moreno, Bambock e Fumu Tamuzo rescindiram contrato com o emblema madeirense, enquanto Guitane estava cedido a título de empréstimo pelos franceses do Rennes.

Em sentido inverso, os ‘leões’ da Madeira asseguraram 12 contratações, os guarda-redes Miguel Silva (ex-APOEL) e Vítor Eudes (ex-Cruzeiro/ Bra), os defesas Matheus Costa (ex-Vizela), Facundo Constantini (ex-São Paulo/Bra) e Vítor Costa (ex-CSA/Bra), os médios Filipe Cardoso (ex-Sporting da Covilhã), Marcos Silva (ex-Recreativo de Águeda), Diogo Mendes (ex-Benfica), Bruno Xadas (ex-Sporting de Braga) e Iván Rossi (ex-Sambenedettese/Ita) e os avançados Henrique (ex-CSKA Sófia/Bul) e André Vidigal (ex-Estoril Praia).

Com um orçamento de cerca de 12 milhões de euros, o objetivo traçado pela única equipa madeirense na I Liga mantém-se assente em três pontos à semelhança de épocas anteriores. Primeiro garantir a manutenção, segundo alcançar posições de meia tabela e por último lutar por lugares europeus.

O comando técnico será liderado pelo espanhol Júlio Velázquez, que assumiu as ‘rédeas’ da equipa insular na temporada passada a 12 jornadas do fim do campeonato, tornando-se o terceiro treinador da época, depois de Lito Vidigal e Milton Mendes.

A pré-época terminou com saldo positivo para os ‘leões do Almirante Reis’ que venceram a equipa B maritimista (2-1) ainda na Madeira, seguindo-se os triunfos no estágio realizado em Lousada frente ao Sporting de Braga B (3-0), Varzim (4-0) e Vizela (1-0), consentindo a única derrota diante do Paços de Ferreira (2-1).

O Marítimo, que foi eliminado da Taça da Liga, após uma derrota caseira frente ao Boavista, por 1-0, arranque no campeonato face ao Sporting de Braga, nos Barreiros, sábado, às 20:30.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página