loading

João Paulo Rebelo congratula certificado de anticorrupção da Liga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, salientou a importância do certificado de anticorrupção atribuído à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e que procura afastar do futebol «quem não vem por bem».

João Paulo Rebelo congratula certificado de anticorrupção da Liga

É o reconhecimento de um bom trabalho que está a ser feito e na direção certa. No futebol queremos contrariar tudo o que seja comportamentos e práticas que não sejam condignas com o valor do desporto. A LPFP dá aqui um bom exemplo, que é pioneiro não só no nosso país, mas na Europa, não serão muitos os casos de quem está na vanguarda de defender a ética, transparência e integridade. Não queremos pessoas que não venham por bem e a LPFP está a dar muito bem o exemplo”, vincou.

O membro do executivo falou à margem da cerimónia de entrega da medalha de honra da Câmara Municipal de Gondomar ao ‘capitão’ da seleção nacional de futsal e campeão do mundo, Ricardinho, e à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e revelou que o governo está a trabalhar num projeto de lei para ajudar à transparência nas Sociedades Anónimas Desportivas (SAD).

O governo está a ultimar uma alteração ao regime jurídico das SAD que entendemos vem dar também um contributo para a integridade e transparência de um setor que queremos forte. Queremos defender a indústria do futebol, e isso é defender práticas que orgulhem e não manchem o nome, para que não afastem as pessoas, que somos todos nós os adeptos e apaixonados das modalidades que dão razão de existência do fenómeno desportivo”, apontou.

João Paulo Rebelo revelou que esse trabalho está a ser feito com o envolvimento da LPFP, FPF, Confederação do Desporto de Portugal e o Comité Olímpico e Paralímpico e é uma revisão ao decreto de lei que já existe sobre as SAD, cujas alterações vão no sentido de “garantir mais fiscalização, idoneidade, transparência e integridade”.

No final do ano ou no início do próximo ano, vemos a luz do dia deste decreto de lei”, finalizou.

Na quinta-feira, o presidente da LPFP, Pedro Proença, celebrou a cerimónia de assinatura de um memorando de entendimento com a SIGA (Sport Integrity Global Alliance) e de entrega do certificado ISO 37001 - Sistema de Gestão Anticorrupção, e considerou que este "foi o passo maior que foi dado nos últimos 20 anos nesta indústria".

O presidente da LPFP considerou o momento "duplamente histórico" e de "enorme importância e amplitude" na defesa dos "valores inegociáveis", no que toca à integridade das competições, boa governança e à luta anticorrupção, que considerou fundamentais.

"A Liga Portugal é hoje a primeira entidade desportiva em Portugal a ser certificada com a norma [ISO 37001 - Sistema de Gestão Anticorrupção]", disse Pedro Proença, considerando que a entidade a que preside "trilha o caminho do rigor e da transparência", essenciais para os próximos passos que quer seguir.

Na mesma altura em que recebeu o certificado, Pedro Proença assinou com a SIGA, que tem como diretor executivo Emanuel Medeiros (antigo secretário-geral da LPFP), um memorando de entendimento no sentido de formar uma parceria para fomentar e implementar os valores de integridade, rigor financeiro e transparência defendidos pela organização.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página