loading

Ronaldo continua motivado para representar Portugal e recusa retirar-se já

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O futebolista Cristiano Ronaldo confessou que «ainda se sente motivado» para representar a seleção portuguesa e assegurou que só irá abdicar da equipa das ‘quinas’ quando se sentir incapaz de «correr, driblar ou rematar».

Ronaldo continua motivado para representar Portugal e recusa retirar-se já

Porquê retirar-me? Sinto que ainda não chegou a minha altura. Vou retirar-me da seleção não quando as pessoas acharem que o devo fazer, mas sim quando quiser, quando sentir que já não consigo correr, driblar, rematar, quando já não tiver força. Ainda tenho tudo isso, portanto quero continuar”, afirmou, em entrevista à Sky Sports.

Apesar de ser o jogador mais internacional de sempre (182 partidas) e com mais golos (115) por uma seleção, o avançado luso, de 36 anos, assegurou que ainda se sente motivado para jogar por Portugal.

Ainda me sinto motivado para fazer as pessoas felizes, a minha família, e eu próprio. Isso é o mais importante. Quero elevar ainda mais o registo. Gosto de jogar futebol e sinto-me bem a fazer as pessoas felizes”, vincou o internacional português, que se estreou pela equipa das ‘quinas’ em 2003.

Por outro lado, Cristiano Ronaldo manifestou-se “muito feliz” por ter regressado esta temporada ao Manchester United, de onde saiu em 2009, para passar nove anos no Real Madrid e três na Juventus.

Ainda me estou a adaptar a tudo, à equipa técnica, à língua, ao futebol, à Premier League, ao sistema de jogo, ao clima. Não há muitas diferenças. O futebol inglês é mais rápido do que em qualquer outra liga em que joguei, os jogadores são mais honestos, os árbitros não apitam tantas faltas. Joguei seis anos na Premier League, tenho boas memórias, mas este é um capítulo novo na minha carreira e ainda me estou a adaptar”, referiu.

Passados 12 anos sobre a saída do United, Ronaldo confessa que continua com “a mesma vontade, a mesma mentalidade”, mas admitiu que, desde então, mudou como jogador: “Nessa altura, era mais um extremo, mais rápido, driblava mais, agora sou mais objetivo, guardo as pernas para os momentos certos, para matar um jogo.

Ronaldo soma seis golos em oito jogos pelos ‘red devils’ esta época, sendo que os dois primeiros surgiram logo na estreia, no triunfo por 4-1 sobre o Newcastle: “Estava muito nervoso, parecia que era um jovem a estrear-me. Foi uma sensação estranha, mas acabou por ser um dia brilhante. Ganhámos e eu marquei.

De resto, no regresso ao emblema de Old Trafford, o qual representou entre 2003 e 2009, o avançado internacional luso, que recentemente chegou aos 801 golos como profissional de futebol, expressou as ambições que tem para a presente temporada.

Estou aqui para ajudar, com a minha experiência, com a minha forma de jogar. Espero ganhar troféus. Estou aqui para ajudar o clube e os jogadores. Amo este clube. Foi por isso que voltei. Não voltei para vir passar férias. Vai ser difícil, mas acredito que será possível. Esta equipa tem muito potencial e grandes jogadores”, salientou.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página