loading

Boavista: João Pedro Sousa lamenta obstáculos após saída da equipa da Taça de Portugal

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O treinador João Pedro Sousa admitiu hoje as repercussões causadas pela eliminação do Boavista da Taça de Portugal, que elevou o número de futebolistas indisponíveis para a receção ao Belenenses SAD, da nona jornada da I Liga.

Boavista: João Pedro Sousa lamenta obstáculos após saída da equipa da Taça de Portugal

Foi duro, mas temos de encarar de frente as dificuldades, que são muitas, e, sobretudo, regressar às vitórias, porque o clube e os adeptos merecem que o Boavista lute por vitórias. É esse o nosso grande foco”, vincou o técnico, em conferência de imprensa, confirmando as ausências por lesão de Tiago Ilori e do guineense Marcelo Djaló, num boletim clínico que já englobava o equatoriano Jackson Porozo e Miguel Reisinho.

De fora da partida frente aos ‘azuis’ estará ainda o brasileiro Gustavo Sauer, melhor marcador dos ‘axadrezados’ esta temporada, com cinco golos, a cumprir castigo, por ter sido expulso na goleada frente ao Rio Ave (0-4), na terceira ronda da prova ‘rainha’.

Vínhamos a apresentar um sistema com algumas adaptações e agora, seja qual for, vamos ter de adaptar jogadores. É isso que vamos fazer. Poderemos mudar sistema, ou não, provavelmente não, mas mudaremos a forma de jogar, porque o momento assim o obriga e os atletas que eventualmente irão jogar têm outras características”, explicou.

O Boavista não vence há cinco jornadas e vai receber o Belenenses SAD na estreia do treinador Filipe Cândido, que orientava a União de Leiria, da Liga 3, e substituiu Petit, embora João Pedro Sousa tenha preferido focar-se no “momento terrível” dos anfitriões.

Se na antevisão do jogo da Taça de Portugal disse que ia ser uma tarefa muito difícil, agora, infelizmente, ainda vai ser mais. As dificuldades são maiores, mas não é isso que nos vai tirar o foco, inibir de tentar ganhar ou tirar ambição. Sabemos que o adversário mudou. Conheço muito bem o treinador e dou-lhe parabéns por chegar à I Liga”, notou.

O treinador estabeleceu como “obrigação” dos ‘axadrezados’ na partida de encerramento da nona jornada manter a “excelente” oitava posição, no rescaldo de uma “semana igual às outras”, vincando que a “pressão diária” em nada mudou face aos últimos resultados.

Aconteça o que acontecer, a partir do momento em que entramos em campo para treinar ou jogar durante a semana, nada nos condiciona na forma de trabalhar e de pensar. Temos a consciência de que há problemas, mas penso que não falta coragem para assumi-los. Todos, sem exceção, temos de trabalhar para resolvê-los”, apelou.

O Boavista, oitavo colocado, com 10 pontos, recebe o Belenenses SAD, 17.º e penúltimo, com quatro, na segunda-feira, às 21:15, no Estádio do Bessa, no Porto, em encontro da nona jornada da I Liga, com arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página