loading

Sérgio Conceição: «Na primeira parte tivemos três ou quatro ocasiões de golo e não marcámos»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

Declarações de Sérgio Conceição ao Porto Canal e à Eleven Sports após a derrota do FC Porto, por 2-0, com o Liverpool, em jogo da quinta jornada do grupo B da Liga dos Campeões de futebol.

Sérgio Conceição: «Na primeira parte tivemos três ou quatro ocasiões de golo e não marcámos»

Nos três jogos fora criámos sempre mais do que uma mão cheia de situações [de golo] que devíamos concluir de outra forma. O crescimento dos jogadores tem a ver com isso. E paga-se caro.

Na primeira parte tivemos três ou quatro ocasiões de golo e não marcámos. Com um remate de um jogador de alto nível [Thiago Alcântara] e uma situação de um contra um de um dos melhores do mundo [Salah], sofremos dois golos. Começámos a segunda parte também com situação clara e depois sofremos o 1-0 e 2-0 e ficou muito mais difícil, apesar de nunca baixarmos os braços. Não foi possível pela falta de eficácia.

Não será malapata, mas alguma coisa não funciona com o Liverpool. O primeiro golo nasce de uma situação que não era falta... a haver, seria para nós, num critério alargado do árbitro.

Obviamente que [a receção ao Atlético de Madrid] será uma final, queremos mais uma vez passar aos oitavos de final. E vamos trabalhar nesse sentido. A seu tempo. Agora é pensar no jogo do Vitória de Guimarães.

Criou-se uma onda incrível à volta dos adeptos, dos melhores do mundo. É nestes momentos que eles sentem que não se ganhou por isto ou por aquilo, mas mesmo assim estiveram presentes e no final brindaram os jogadores com o seu apoio, que é fundamental. Vamos precisar muito do 12.º jogador, sempre o nosso público.

Eu já tinha dito que este era um grupo que seria decidido na última jornada, muito equilibrado e muito forte. É pensar no que fizemos na fase de grupos, um jogo que nos pode dar acesso oitavos como tem acontecido nos últimos anos. Mas temos de realçar as boas prestações do FC Porto tanto em Madrid, como Milão e aqui. Se não fosse a eficácia, já tínhamos garantido o acesso aos oitavos de final.

O Pepe é um campeão, sentiu que poderia ajudar e jogar, que estava em condições. E foi lá para dentro, mesmo sabendo que teve lesão recente e estava algo fragilizado. Como quer sempre ajudar a equipa. Pena não poder ter feito o jogo todo. O Fábio Cardoso deu resposta positiva. Realçar espírito da equipa”.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página