loading

Crónica: Portugal sem resposta na primeira meia hora perde com Alemanha

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

A seleção portuguesa feminina de futebol, subjugada à qualidade do adversário na primeira meia hora, perdeu hoje com a Alemanha (3-1) no Estádio de São Luís, em Faro, sofrendo a primeira derrota na fase de qualificação para o Mundial2023.

Crónica: Portugal sem resposta na primeira meia hora perde com Alemanha

Após quatro vitórias consecutivas no Grupo H, as portuguesas caíram em casa, frente às naturalmente favoritas germânicas, terceiras do ‘ranking’ mundial, que fizeram valer em campo a sua superioridade, especialmente na fase inicial do encontro.

As poderosas alemãs marcaram três golos na primeira meia hora, por Lea Schuller (15 minutos), Svenja Huth (23) e Melanie Leupolz (28), com Portugal a festejar num autogolo da guardiã Merle Frohms (34) após grande penalidade de Carole Costa ao poste, resultado que não se modificou até ao apito final.

Portugal ocupa agora o segundo lugar do grupo, com 13 pontos, a cinco da Alemanha, e viu a Sérvia reduzir distâncias, subindo ao terceiro lugar, com nove pontos, após triunfo sobre a Bulgária (4-1).

Depois da goleada de quinta-feira na receção a Israel (4-0), o selecionador, Francisco Neto, operou cinco mudanças no ‘onze’ inicial, chamando a guarda-redes Patrícia Morais, as médios Dolores Silva, Andreia Jacinto e Andreia Norton e a avançada Diana Silva.

Como se esperava, este era um jogo completamente diferente do da semana passada, que exigia a Portugal a perfeição absoluta, especialmente a defender, mas a equipa das ‘quinas’ sentiu imensas dificuldades perante o ascendente e maior qualidade da Alemanha.

Sem resposta para controlar o futebol ao primeiro toque, rápido e vertical das alemãs, sempre apontado à baliza lusa, Portugal viu Klara Buhl falhar as duas primeiras ocasiões, num desvio ao primeiro poste ao lado (sete minutos) e num remate por cima (13).

O golo inaugural chegou à passagem do primeiro quarto de hora, por Lea Schuller, que cabeceou mais alto na área após canto de Buhl, e a diferença aumentou aos 23, num ‘tiro’ de fora da área de Svenja Huth, sem hipóteses para a guardiã portuguesa.

Depois de mais duas ocasiões perigosas – Klara Buhl atirou ao poste (25) e Schuller obrigou Patrícia Morais a grande defesa (28) –, a Alemanha chegou ao terceiro golo, num remate de Melanie Leupolz que ressaltou numa defesa portuguesa (28).

Na primeira meia hora, a pressão alemã e erros no último passe dificultaram a estratégia portuguesa de contra-ataque, até que, aos 33, Ana Borges se isolou e foi derrubada na área pela guarda-redes Merle Frohms, lance que originou o tento português.

Na conversão, Carole Costa atirou ao poste e a bola, com sorte, tabelou das costas da guarda-redes Merle Frohms para a baliza.

No arranque do segundo tempo, a Alemanha baixou a dinâmica evidenciada durante largos períodos do primeiro tempo, sem deixar que Portugal incomodasse o seu reduto defensivo, mas voltou a ‘acordar’ à passagem da hora de jogo.

Nessa fase, surgiu a guardiã portuguesa Patrícia Morais em bom nível, somando várias boas defesas aos remates de Hendrich (69), Jule Brand (76) e Dabritz (83).

Nos momentos finais, com a Alemanha em fase de descompressão, Portugal criou duas ocasiões de golo, mas Tatiana Pinto atirou ao lado (89) e Fátima Pinto cabeceou para defesa de Frohms (90+5).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página