loading

Paços de Ferreira: Jorge Simão quer derrotar Guimarães e quebrar ciclo negativo da sua equipa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

O treinador do Paços de Ferreira reconheceu hoje a importância de quebrar um ciclo negativo diante do Vitória de Guimarães, perspetivando «um jogo com emoções à flor da pele» na 13.ª jornada da I Liga de futebol.

Paços de Ferreira: Jorge Simão quer derrotar Guimarães e quebrar ciclo negativo da sua equipa

As equipas que lutam pelo título ganham quase todos os jogos. Está a ser um campeonato muito atípico e o que estamos a viver não é exclusivo do Paços. A determinado momento falta-nos um clique para mudarmos para um registo de vitórias. Seja ele qual for. É importante ganhar para quebrar este ciclo”, disse Jorge Simão, em conferência de antevisão do jogo de sábado, certamente com saudades da vitória em Portimão (1-0), no final de agosto, a última conseguida pelo Paços no campeonato.

O técnico pacense retirou, por outro lado, quaisquer vantagens a Pepa, por defrontar a equipa que orientava na época passada, mas admitiu que o “jogo envolve uma carga emocional um pouco diferente do normal”, por tratar-se de “um treinador que fez uma campanha boa no Paços de Ferreira com alguns destes jogadores que aqui estão”.

[O Vitória] É uma boa equipa e tem bons jogadores, preparou-se para lutar por objetivos cimeiros na tabela e, neste momento, também não está a viver a fase que desejaria. Tal como nós. Espero um jogo com emoções à flor da pele. Há alguma rivalidade entre os dois emblemas e com todo este contexto vai ter uma carga emocional diferente”, sublinhou.

Jorge Simão revê no Vitória a identidade que reconhecia no Paços, com Pepa, duas equipas, como ele próprio admitiu, algo distantes dos lugares e da forma que ambos pretendiam.

O mesmo, ou talvez ainda pior, acontece com o atual último classificado Santa Clara, que também iniciou a época envolvido nas competições europeias.

Jorge Simão percebeu a comparação, admitiu que “a questão levava a uma reflexão muito longa”, mas escusou-se a comentar, alegando que o tema era o Vitória.

A reabertura do mercado de transferências, em janeiro, também foi um tema abordado, com o técnico a jogar novamente à defesa, alegando que “todos os clubes querem melhorar a qualidade dos seus plantéis”, mas “é difícil recrutar jogadores”.

O Paços é um clube exemplar, porque com pouco consegue fazer muito. É um segredo deste clube e tem sido decisivo, como quando recorre ao mercado brasileiro e a jogadores sem grandes patamares, que se revelam boas apostas. O importante é estarmos atentos ao que vai acontecer e seguirmos o nosso caminho”, concluiu.

Na tabela, o Paços é 12.º classificado, com 11 pontos, enquanto o Vitória de Guimarães ocupa o sétimo lugar, com 16.

As duas equipas defrontam-se no estádio Capital do Móvel, no sábado, às 20:30, num jogo que terá arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página