loading

Vasco Seabra: «Por acaso discordo que o jogo não tenha sido bem jogado»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

Declarações de Vasco Seabra, treinador do Marítimo, após o jogo Boavista-Marítimo (1-1), da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Porto.

Vasco Seabra: «Por acaso discordo que o jogo não tenha sido bem jogado»

Por acaso discordo que o jogo não tenha sido bem jogado. Acho que a nossa equipa fez muitas coisas boas, outras com dores de crescimento naturais. Procurámos dominar, jogar para a frente, ter boas reações à perda de bola para conseguir ficar no meio-campo ofensivo a maior parte do tempo.

Infelizmente, tivemos uma entrada não tão boa quanto desejávamos, já que sofremos um golo muito cedo. Na primeira parte, tivemos domínio territorial, mas sem grande alcance no último terço. Rodeámos a baliza do Boavista praticamente em toda a segunda parte, sendo que o Boavista tentou defender-se e naturalmente guardar o golo que tinha.

Penso que o golo torna o empate justo e traz também o sentimento de jogar para ganhar que demonstrámos, a espaços já com boas coisas que queremos fazer. Fico satisfeito pela equipa. Mais satisfeito estaria se tivéssemos vencido, mas o resultado ajusta-se.

Com a expulsão do Zainadine não pudemos ser tão audazes quanto pretendíamos naquele momento. Queríamos subir um pouco o Vitor Costa e fixar mais a linha defensiva do Boavista para colocarmos mais gente na frente: dois avançados, juntamente com dois alas a jogar mais por dentro e dois laterais. Ou seja, fazendo quase um ataque com seis jogadores à última linha do Boavista. Com a expulsão, tivemos de alterar os planos.

Como houve a expulsão no Boavista logo a seguir, demorámos um pouco a perceber como poderíamos trazer mais jogadores para o último terço, ser audazes e ter situações, porque estava a ser difícil entrar por dentro, face aos três defesas centrais do Boavista. Queríamos atrai-los por fora e forçar mais cruzamentos para colocar mais gente na área.

O Stefano Beltrame tem tido um crescimento muito bom, assim como todos os colegas. Sentimos a equipa a crescer e com mais confiança e conforto para tentar jogar para a frente. É verdade que o Beltrame vinha de uma paragem, mas começa a ter capacidade de jogar mais tempo. É um jogador que procura ligações, não se esconde do jogo, é forte na bola parada e situações de último passe. Está a ter o seu momento de crescimento.

Queremos projetá-lo, tal como toda a equipa. Tivemos muitos jogadores a entrar com vontade de ajudar e toda a equipa fica mais feliz, porque temos mais atletas com mais minutos. O Beltrame enquadra-se com o nosso perfil, dinâmicas e procura pelo jogo”.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página