loading

Crónica: Mais um 'bis' de Ricardo Horta dá triunfo ao Sporting de Braga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

Um ‘bis’ de Ricardo Horta deu hoje ao Sporting de Braga uma vitória sobre o Estoril Praia, 2-0, na 13.ª jornada da I Liga de futebol, em que atuou com menos um jogador cerca de meia hora.

Crónica: Mais um 'bis' de Ricardo Horta dá triunfo ao Sporting de Braga

O melhor marcador do Sporting de Braga voltou a ser o homem da partida com mais dois golos (também tinha ‘bisado’ com o Vizela, na última jornada, na vitória por 4-1), aos 34 e 39 minutos, levando agora nove no campeonato e 12 no total das competições.

O avançado, que está a 10 golos de igualar Mário como melhor marcador de sempre do clube, podia até ter marcado mais porque desperdiçou duas claras situações de golo, incluindo uma grande penalidade, mas o Sporting de Braga acabou o jogo encostado à sua área, para o que muito terá contribuído ter jogado com menos um desde os 65 minutos, por expulsão de Lucas Mineiro (dois cartões amarelos).

O Sporting de Braga aproveitou a derrota do Benfica, em casa, com o Sporting (3-1) para aproximar-se do terceiro lugar, estando agora a seis pontos dos ‘encarnados’, e aumentou para quatro pontos a diferença para o quinto classificado, o Estoril Praia.

Destaque para a titularidade de Lucas Mineiro em vez de Castro, que com uma lesão de última hora nem no banco se sentou, a única diferença relativamente à última equipa titular.

No Estoril Praia, o técnico mudou três peças em relação ao último ‘onze’ (2-2 caseiro com o Santa Clara), apostando em André Franco, Xavier e Rui Fonte.

O Sporting de Braga entrou mais forte e, aos 11 minutos, ‘assistido’ por Francisco Geraldes, Ricardo Horta ficou na cara de Thiago Silva, mas com tudo para marcar, permitiu a defesa ao guardião brasileiro.

Os estorilistas tinham muitas dificuldades em criar perigo e seria a equipa da casa a desperdiçar a mais clara ocasião de golo: Ricardo Horta atirou denunciado um penálti (falta de Francisco Geraldes sobre Yan Couto) e Thiago Silva defendeu (24).

O Estoril Praia obrigou Matheus a defesa atenta na sequência de um canto – cabeceamento de Patrick Williams e recarga de Rui Fonte às malhas laterais (33) -, mas seria o Braga a marcar logo a seguir primeiro após grande jogada coletiva.

Iuri Medeiros ‘rendilhou’ pela direita e Vítor Oliveira, com um toque subtil, ‘desarmadilhou’ toda a defesa contrária e assistiu Ricardo Horta para o golo inaugural (34).

Cinco minutos depois, os mesmos intervenientes fabricaram o segundo golo: Vitor Oliveira insistiu pela esquerda, Iuri Medeiros com um toque de classe, amortecendo o centro tenso, serviu Ricardo Horta para o segundo ‘bis’ em jornadas consecutivas (82.º golo pelos minhotos).

A segunda parte começou praticamente com um falhanço incrível de Iuri Medeiros (47) e, pouco depois, André Horta ‘disparou’ de longe com perigo (56).

Contudo, com a tripla substituição feita por Bruno Pinheiro, lançando Romário Baró, Chiquinho e André Clóvis (62) e, pouco, depois, com a expulsão de Lucas Mineiro, o Estoril Praia foi tomando conta do jogo e podia ter marcado, mas Matheus assumiu papel de destaque ao tapar a baliza ‘arsenalista’ com uma mão cheia de boas defesas.

Carlos Carvalhal foi refrescando a equipa que, com muito espírito de entreajuda, segurou a vantagem, não sem sobressaltos, como quando Romário Baró cabeceou ao poste (86).

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página