loading

Presidente da Belenenses SAD insiste na repetição do jogo com o Benfica

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

O presidente do Belenenses SAD, Rui Pedro Soares, garantiu que continuará a “fazer tudo” para que o polémico jogo entre a sua equipa e o Benfica, da 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, “seja repetido”.

Presidente da Belenenses SAD insiste na repetição do jogo com o Benfica

O dirigente mostrou-se inconformado com a decisão tomada hoje pelos clubes, na assembleia geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional [LPFP], em não admitir uma proposta visando a retroatividade na alteração dos regulamentos, que impõe que, a partir de agora, um jogo só se possa realizar quando uma das equipas tiver um mínimo de 13 jogadores disponíveis.

Nessa partida frente às ‘águias’, em 27 de novembro, o Belenenses SAD, devido a um surto de covid-19 no plantel, apresentou-se apenas com nove elementos, tendo o desafio terminado no início da segunda parte, quando Benfica já vencia por 7-0.

“Tudo fizemos para que esse jogo não se realizasse. Fomos obrigados a jogar senão tínhamos falta de comparência. Em todas as instâncias temos lutado para que jogo não seja homologado e seja repetido. A assembleia geral [da LPFP] entendeu que a nossa proposta, pelo efeito de retroatividade, podia ser ilegal, mas apresentámos um parecer que contraria essa ideia”, disse Rui Pedro Soares.

O líder da Belenenses SAD lamentou que “esta tenha sido a primeira vez em 10 anos de dirigente que uma proposta colocada à assembleia não seja admitida à votação”, considerando que “é mais uma excecionalidade de todo este processo”.

"Já no passado estivemos sozinhos em alguns combates na Liga de Clubes, mas que mais tarde nos virem a dar razão. Tudo fizemos, e tudo vamos fazer, para que o jogo seja repetido. O que os clubes votaram hoje foi que a proposta retroatividade podia ser ilegal, mas pode haver outras instâncias que não o considerem”, completou Rui Pedro Soares.

O líder da sociedade desportivo lisboeta considerou ainda que é “surpreendente que uma situação que afetou a imagem do futebol português de forma tão dura” não possa ser votada, entendendo ser “ilegal que na mesma competição desportiva haja regulamentos diferentes aplicados a casos diferentes”.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página