loading

V. Guimarães: Pepa afirma «confiança total» num Vitória mais «competitivo» na segunda volta

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem vence a Liga dos Campeões 2021-2022?

O treinador do Vitória de Guimarães manifestou “confiança total” numa equipa “mais competitiva” para a segunda volta, antes da visita ao Portimonense, em jogo da 18.ª jornada da I Liga.

Depois de um ciclo de três jogos com um ponto somado, na receção ao Boavista (1-1), a formação vimaranense é oitava classificada, com 23 pontos, a um do adversário de segunda-feira, sétimo, e o técnico, de 41 anos, frisou que os seus jogadores, a quem reconheceu “competência e qualidade”, têm de colocar “toda a energia” no que há a fazer para regressarem aos triunfos.

“[Tenho] confiança total [de que a segunda volta será melhor do que a primeira]. Mais do que [dizê-lo em] palavras, temos de melhorar dentro do campo e de ser mais competitivos, focando-nos jogo a jogo. (…) Acredito a 100% nos jogadores, no grupo de trabalho e no que vamos fazer”, frisou o treinador, na antevisão ao jogo agendado para as 20:15, no Estádio Municipal de Portimão.

Pepa defendeu que o plantel tem de colocar toda a sua “energia” em cada treino e em cada jogo, de forma a regressar aos triunfos, até porque, a seu ver, os futebolistas vitorianos têm “qualidade e competência”.

O ‘timoneiro’ expressou a vontade de criar “problemas” a um adversário “difícil”, com “boas individualidades” e “um treinador muito competente”, Paulo Sérgio, apesar de ter reconhecido a necessidade de se solucionarem os “problemas defensivos” dos vimaranenses, que se traduzem em 12 jornadas consecutivos a sofrer golos.

“Os problemas defensivos não recaem apenas sobre a linha defensiva e o guarda-redes. O processo defensivo começa à frente. O Portimonense vai ter problemas com a nossa equipa: essa é a nossa prioridade”, frisou.

Ciente de que só “as equipas mais regulares vão conseguir os seus objetivos”, num “campeonato muito equilibrado e competitivo”, Pepa considerou ainda positivos os regressos dos avançados Oscar Estupiñán e Bruno Duarte, que, devido às infeções pelo coronavírus, falharam o embate da 17.ª ronda, com o Gil Vicente (derrota por 3-2), deixando o Vitória sem qualquer ponta de lança.

“Nunca nos queixamos de não ter o Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página