loading

Sporting: Morais diz que sucesso da formação mede-se pela equipa principal

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

O Benfica precisa de fazer uma revolução no plantel para a próxima época?

O diretor do futebol de formação do Sporting, Tomaz Morais, destacou hoje que o sucesso do departamento que dirige mede-se pelos jogadores que forma para a equipa principal e não pelos títulos conquistados nas camadas jovens.

Sporting: Morais diz que sucesso da formação mede-se pela equipa principal

No final de uma mesa redonda promovida pelos ‘leões’, na comemoração do 20.º aniversário da Academia de Alcochete, no próprio local, o dirigente assumiu que os títulos recentemente conquistados pelos sub-15 e sub-17 “são muito saborosos”, mas frisou que não avalia “o modelo formativo pelo que se passa ao sábado e ao domingo”.

“O nosso modelo formativo é avaliado com métricas muito mais concisas e essas são fazê-los chegar [aos jogadores] à equipa principal. Essas são as grandes vitórias”, destacou Tomaz Morais.

Sem se deter, lembrou que essas são “as métricas que dão títulos na equipa principal” e que é para isso que o clube trabalha, “para ter títulos com a equipa principal em Portugal e com jogadores da formação”.

“Os campeonatos da formação são muito saborosos, muito importantes para os jogadores e para as famílias, que fazem grandes sacrifícios, mas isso, para nós, é o corolário de um processo e não um fim em si mesmo”, insistiu.

Depois, convidado a recordar o que encontrou quando chegou ao Sporting, Tomaz Morais garantiu que não é “pessoa de olhar ao passado ou fazer críticas”, mas admitiu que a formação dos ‘leões’, na sua opinião, “estava um bocado descapitalizada”.

“Tínhamos de começar um caminho em que acreditávamos e acho que estamos a reerguê-lo ainda. Porque há muito trabalho para fazer e o reerguer vai ser ao longo do tempo, é sempre um trabalho de enorme resistência, resiliente, mas que dá uma enorme satisfação a quem cá está”, assumiu o antigo selecionador nacional de râguebi.

Por outro lado, o dirigente da formação destacou ainda o desempenho dos ‘leões’ na UEFA Youth League, competição em que “nunca tinha chegado tão longe”, acabando por ser eliminada pelo Benfica nos quartos de final.

Morais admitiu mesmo que nos três anos e meio que leva em Alcochete ainda não teve “muito tempo para olhar para fora” e que foi necessário o clube concentrar-se nos seus próprios “objetivos difíceis para concretizar”, antes de tentar “perceber um bocadinho o mundo externo”.

“Isso aconteceu com a nossa participação na UEFA Youth League. Percebemos um bocadinho onde estavam os outros num corolário de idade formativa muito importante [sub-19]. E saber que os nossos rivais estão fortes é bom, porque ninguém cresce sozinho. O Sporting precisa de rivais fortes em Portugal, para ter jogos e campeonatos competitivos”, assumiu o diretor de formação dos ‘verdes e brancos’.

A Academia do Sporting foi inaugurada em 21 de junho de 2002 e alberga as principais equipas de futebol profissional e de formação do Sporting, assim como a equipa futebol feminino.

A estrutura de formação do clube de Alvalade já celebrou 23 títulos de campeão nacional dos escalões jovens desde a sua inauguração, nomeadamente sete de sub-19, sete de sub-17 e nove de sub-15.

Ao todo, 65 jogadores que passaram pelas instalações de Alcochete já se estrearam na equipa principal dos ‘leões’, segundo uma nota informativa divulgada pelo clube lisboeta.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Na Primeira Página